Um espaço de aprendizagem

Lista de identidades não-binárias

Nem todas as identidades aqui são exatamente gêneros; existem palavras para descrever multiplicidade de gêneros, ausência de gênero, parcialidade de gênero, entre outras coisas. “Lista de gêneros” é apenas um nome simplificado.

É importante tentar entender que mesmo terminologia específica, ou que parece sem sentido, pode ser útil para validar e ajudar a entender pessoas com experiências diferentes em relação a gênero.

Tenha em mente que esta página não está nada completa. Caso você esteja procurando por um termo específico que não esteja aqui, esta lista talvez ajude.

Você pode pedir para que termos sejam adicionados aqui.

Veja também as postagens do blog sobre pessoas e gêneros não-bináries!

 


 

Não-binárie/Nãobinárie/ Não binárie: Alguém que não é nem 100% homem e nem 100% mulher. Pessoas não-binárias podem utilizar este termo para si independentemente de sua identidade específica, e também podem utilizá-lo caso não definam seu gênero de forma mais específica do que “nem mulher, nem homem”.

Genderqueer/Gênero queer: Genderqueer é um termo que pode ser utilizado por qualquer ume que se encaixe na definição de não-binárie. Como queer é uma palavra estigmatizada, o termo genderqueer é visto como uma versão mais radical de não-binárie.

Agênero: Ausência de gênero. Algumas pessoas também utilizam esta identidade para definir um gênero neutro, ou para comunicarem que não desejam ser encaixadas em nenhum gênero.

Gênero-fluido: Alguém cujo gênero muda de tempos em tempos. Este é um termo bastante brando, que cobre qualquer tipo de mudança de gênero.

Homem não-binárie: Uma pessoa não-binária que acha que o conceito de masculinidade ou de ser homem útil para sua identidade.

Mulher não-binárie: Uma pessoa não-binária que acha que o conceito de feminilidade ou de ser mulher útil para sua identidade.

Demigênero: Parte de um gênero. O demigênero pode ser toda a identidade de gênero que a pessoa tem, ou apenas parte dela.

Andrógine: Um gênero que é a mescla dos gêneros homem e mulher. Algumas pessoas também utilizam este termo como um termo para a mescla de dois gêneros quaisquer.

Neutrois: Mais comumente utilizado como um termo para gênero neutro, pessoas também podem se identificar como neutrois se são de um gênero completamente separado de mulher e homem, ou se não possuem gênero.

Transandrógine/ Transdrógine: Alguém que possui uma identidade e/ou expressão relacionada à androginia ou a ser andrógine.

Transfeminine: Alguém que foi designade como homem ao nascimento, mas que possui uma identidade e/ou expressão relacionada à feminilidade ou a ser mulher. Mulheres trans binárias também podem se dizer transfemininas.

Transmasculine: Alguém que foi designade como mulher ao nascimento, mas que possui uma identidade e/ou expressão relacionada à masculinidade ou a ser homem. Homens trans binários também podem se dizer transmasculinos.

Transneutre: Alguém que possui uma identidade e/ou expressão relacionada à neutralidade ou a ser de um gênero neutro.

Transxenine: Alguém que possui uma identidade e/ou expressão relacionada à xeninidade ou a ser xenogênero.

Intergênero/Integênero: Uma identidade de gênero influenciada ou informada por intersexualidade. Apenas para pessoas intersexo.

Neurogênero: Um gênero definido ou influenciado por neurodivergência. Assim como não-binárie, pode ser uma classificação ou um gênero específico.

Gênero-orientação: Um gênero caracterizado pela orientação da pessoa. Geralmente o termo é usado com alguma orientação específica, como em gênero-pan ou gênero-arromântico.

Gênero-alterumano: Um termo para pessoas cujo gênero está ligado a serem alterumanas. Pode ser usado como um termo guarda-chuva para identidades como kingênero.

Kingênero: Um gênero influenciado pelo kin. Apenas para otherkins, therians, ou fictionkins.

Gênero neutro: Alguém que tem um gênero neutro, ou um gênero entre os dois gêneros binários.

Nímise: Um gênero que existe, mas que é ambíguo ou indefinido.

Aporagênero: Um gênero separado completamente de mulher, homem e gênero neutro. Aporagênero também não é caracterizado por alienação diante do conceito de gênero, ou por falta de gênero.

Aingênero: Uma identidade de gênero aporina (definida por características de um aporagênero). Este termo pode ser usado como um guarda-chuva para identidades assim.

Maverique: Um gênero específico definido por autonomia e convicção, em relação a saber que este gênero não é homem, nem mulher, nem neutro, e nem qualquer identidade derivada destas.

Gênero-inconformista/ Gênero-dissidente: Uma experiência de gênero não tradicional (e não-binária) caracterizada pelo senso de desconexão e independência em relação a gêneros binários, e também pela intenção de subverter as expectativas de gênero da sociedade.

Aliagênero/Aliusgênero: Um gênero separado das construções de gênero padrão existentes em sua própria sociedade. Um gênero baseado em se sentir distante dos gêneros comuns.

Ilyagênero: Um gênero que é presente e tangível, mas que não é agênero, neutro, homem e/ou mulher, nem relacionado, adjacente ou resultado de mistura entre estas identidades.

Gênero-Sagitário: Uma identidade de gênero muito única e independente que se recusa a ficar perto do espectro de gêneros binários.

Auingênero: Um termo que cobre identidades de gênero definidas por autonomia, isto é, por autodeterminação do que sua identidade é/significa e independência de outros conceitos de gênero.

Autonomique: Um gênero totalmente autônomo definido por senso de liberdade pessoal em sua identidade, independência de conceitos de gênero e autogovernança, sem ser xenogênero, maverique ou sem gênero.

Egogênero: Um gênero pessoal único para quem o experiencia, que não pode ser descrito de outra forma.

Generique: Um gênero genérico e pouco especificado, mas autônomo: definido por senso de liberdade pessoal em sua identidade, independência de conceitos de gênero e autogovernança.

Xenogênero: Um termo que abrange qualquer identidade de gênero caracterizada pela relação com coisas que não são normalmente associadas com gênero, como plantas, animais, minerais, sentimentos, cores, estéticas e sensações. Detalhes aqui.

Xingênero: Uma identidade de gênero xenina (definida por características de um xenogênero). Este termo pode ser usado como um guarda-chuva para identidades assim.

Vanabrélique: Alguém que usa o sistema Vanarella/Vana(b)rel(l)a, um grupo de gêneros que podem ser vagamente descritos por um termo, como “fogo”, “doce” ou “magia”. Pessoas podem dizer que seus gêneros são “Vanabrela: gelo” ou “Vanarella: anjo e árvore”, por exemplo.

Estetigênero/Videgênero: Um termo que abrange qualquer identidade de gênero caracterizada por ou baseada em uma estética. É um subtipo de xenogênero, mas também um termo que abrange outras identidades de gênero (embora possa ser usado por si só).

Córique: Alguém cuja identidade de gênero é relacionada a alguma coisa “-core” (cottagecore, metalcore, scenecore, emocore, etc). Córique está mais para um termo guarda-chuva ou para quem não quer especificar sua identidade, já que se tende a usar apenas metalcórique, emocórique, etc. como identidades.

Gênero-estrela: Um gênero não-binário que nunca poderá ser definido adequadamente por termos e definições precisas. Ou, um gênero de uma estrela, ou outro tipo de gênero relacionado a outros mundos/a alienígenas, um gênero além da compreensão.

Caelgênero: Um gênero esteticamente associado com o espaço/cosmos.

Gênero-astral: Um gênero que parece conectado ao espaço.

Aiteiriogênero/Aiteirio/ Aite: Um gênero etéreo e de outro mundo que não parece ter se originado na Terra, fazendo com que seja impossível de defini-lo em palavras. É um termo direcionado a quem é neurodivergente ou otherkin e se sente desconectade da realidade, mas qualquer pessoa pode usá-lo.

Gênero-cor/Corgênero: Um gênero associado com certa cor, e com o que tal cor representa.

Gendoux: Pronuncia-se gen-dú. Uma identidade de gênero influenciada por qualquer estética que tem a ver com cores pastéis. Pode caracterizar um gênero que parece leve, colorido e gracioso. Suas respectivas versões feminina, masculina e neutra são femdoux, homdoux e neudoux.

Fleurgênero: Um gênero relacionado com uma estética de leveza e/ou suavidade, como cores pastéis, flores e afins.

Gênero-fofo: Alguém cujo gênero é baseado em fofura, ou alguém cujo gênero é caracterizado por algo que a pessoa gênero-fofo acredita que se encaixa na definição de fofura.

Gênero-praia: Um gênero esteticamente relacionado com praias e/ou um gênero que possui qualidades comparáveis a uma praia (como, por exemplo, um gênero ensolarado com cheiro de mar).

Atergênero: Um gênero profundo, íntimo e relacionado com escuridão.

Nictogênero: Alguém cujo gênero é escuridão pura.

Lichtgênero: Um gênero que pode ser representado por ou descrito como uma grande bola de luz.

Laique/Lykh: Um gênero caracterizado por vigor sobrenatural e senso de desencarnação. Ume laique pode sentir que seu gênero existe a despeito de ou separadamente de sua existência terrestre. Sinestesicamente, este gênero parece morto-vivo, incorpóreo e/ou extradimensional, como uma ausência conspícua.

Celestariane: Alguém cujo gênero é uma combinação de jupariane, lunetiane e mercuriane. Alguém que é celestariane pode mudar entre os três gêneros e/ou sentir diferentes quantidades dos três de tempos em tempos.

Juparetiane: Alguém que é jupariane e lunetiane, ao mesmo tempo ou mudando entre um gênero e outro de tempos em tempos.

Jupariane: Alguém cujo gênero é ligado a uma leve energia celestial masculina. Tal gênero nunca é hipermasculino e não é necessariamente relacionado com ser homem ou com ter certo alinhamento de gênero.

Lunetiane: Alguém cujo gênero é ligado a uma leve energia celestial feminina. Tal gênero nunca é hiperfeminino e não é necessariamente relacionado com ser mulher ou com ter certo alinhamento de gênero.

Mercuriane: Alguém cuja identidade de gênero é ligada a uma leve energia celestial. Esta energia pode ser ligada a algum gênero, mas não é masculina ou feminina. Alguém que é mercuriane pode também ter um gênero vazio, ou não sentir ter um gênero.

Merjupariane: Alguém que é jupariane e mercuriane, ao mesmo tempo ou mudando entre um gênero e outro de tempos em tempos.

Merlunetiane: Alguém que é lunetiane e mercuriane, ao mesmo tempo ou mudando entre um gênero e outro de tempos em tempos.

Netuniane: Alguém não-binárie cujo gênero é ligado ao vácuo e flutua com leve energia celestial masculina.

Saturniane: Alguém cujo gênero é ligado a leve(s) energia(s) celestial(is) feminina e masculina. Este gênero não precisa ser relacionado com ser mulher e/ou homem e nem com ter certo(s) alinhamento(s) de gênero.

Venusariane: Alguém não-binárie cujo gênero é ligado ao vácuo e flutua com leve energia celestial feminina.

Quela/Quella: Um gênero associado com “menina”, mas não com “mulher”. Esta associação não é relacionada com idade, e sim com arquétipos. Quella tem a ver com princesas, ar, água e com a cor azul. Pode ser um gênero feminino, mas não precisa ser; isso vai depender de cada quella.

Qufa/Qupha: Um gênero que pode ser descrito como “mulher”, mas não como “menina”. Ele não é necessariamente feminino. É associado com os papéis de rainha, feiticeira e mãe; com fogo, terra e água; com paixão, ternura e sensualidade. Só quem é qufa pode definir o motivo de usar este termo.

Gênero-ametrino: Um gênero esteticamente relacionado com ametrinos. É andrógino, não-binário e um pouco fluido.

Gênero-esmeralda: Um gênero esteticamente relacionado com esmeraldas. É neutro, não-binário e um pouco fluido.

Gênero-rubi: Um gênero esteticamente relacionado com rubis. É masculino, não-binário e um pouco fluido.

Gênero-safira: Um gênero esteticamente relacionado com safiras. É feminino, não-binário e um pouco fluido.

Fingênero: Uma identidade de gênero feminina (definida por feminilidade). Este termo pode ser usado como um guarda-chuva para identidades assim.

Lingênero: Uma identidade de gênero andrógina (definida por androginia). Este termo pode ser usado como um guarda-chuva para identidades assim.

Mingênero: Uma identidade de gênero masculina (definida por masculinidade). Este termo pode ser usado como um guarda-chuva para identidades assim.

Ningênero: Uma identidade de gênero neutra (definida por neutralidade). Este termo pode ser usado como um guarda-chuva para identidades assim.

Zenina: Alguém que se identifica como ume mulher não-binárie, ou com algum gênero parecido com este, mas que quer um nome para seu gênero que parece mais neutro ou não-binário, por não querer se associar com palavras como mulher ou menina.

Zenino: Alguém que se identifica como ume homem não-binárie, ou com algum gênero parecido com este, mas que quer um nome para seu gênero que parece mais neutro ou não-binário, por não querer se associar com palavras como homem ou menino.

Ceterogênero: Um gênero não-binário relacionado especificamente à masculinidade, feminilidade, ou neutralidade.

Femigênero: Um gênero não-binário feminino por natureza, no sentido de possuir feminilidade.

Mascgênero/Mascugênero: Um gênero não-binário masculino por natureza, no sentido de possuir masculinidade.

Nonpuella/Nonera: Um gênero com forte conexão com feminilidade, mas que definitivamente não tem nada a ver com ser mulher.

Nonpuer/Nonvir: Um gênero com forte conexão com masculinidade, mas que definitivamente não tem nada a ver com ser homem.

Nonpuerella/Nonvirmina/Inavire: Um gênero com fortes conexões com feminilidade e masculinidade, mas que definitivamente não tem nada a ver com ser mulher ou homem.

Eramen: Um gênero homem que não é masculino.

Verella: Um gênero mulher que não é feminino.

Cenrel/Cenrell: Uma identidade de gênero para quem se sente mais confortável dentro do espectro de gênero neutro e possui uma conexão forte com masculinidade.

Censari: Uma identidade de gênero para alguém que se sente mais confortável no espectro de gênero neutro e possui uma conexão forte com masculinidade e feminilidade.

Fessari/Faesari: Uma identidade de gênero para quem se sente mais confortável dentro do espectro de gênero neutro e possui uma conexão forte com feminilidade.

Neutrique: Um gênero neutro e autônomo. Um gênero neutro que é definido por liberdade pessoal, autogovernança e distância do binário de gênero.

Femil: Um gênero para mulheres/meninas que não possuem alinhamento nenhum com feminilidade, e que ao invés disso possuem algum alinhamento com masculinidade, com ou sem a existência de outros alinhamentos também.

Melle: Um gênero para homens/meninos que não possuem alinhamento nenhum com masculinidade, e que ao invés disso possuem algum alinhamento com feminilidade, com ou sem a existência de outros alinhamentos também.

Neuangi: Alguém que é andrógine, mas cujo gênero é completamente neutro ao invés de andrógino.

Neulier: Alguém que é mulher, mas cujo gênero é completamente neutro ao invés de feminino.

Neuvir: Alguém que é homem, mas cujo gênero é completamente neutro ao invés de masculino.

Aproxora: Um gênero relacionado a aporagênero (em geral ou algum em específico), mas separado deste.

Juxera: Um gênero relacionado a mulher, mas separado deste.

Juxtaneu: Um gênero relacionado a gênero neutro, mas separado deste.

Juxtaneutrangi: Um gênero relacionado a neutrangi, mas separado deste.

Proxangi: Um gênero relacionado a andrógine, mas separado deste.

Proxvir: Um gênero relacionado a homem, mas separado deste.

Femache: Alguém que é simultaneamente homem e mulher. Ume femache não é necessariamente metade homem e metade mulher.

Ambonec: Um gênero que é homem e mulher, mas que, ao mesmo tempo, não é nenhum dos dois.

Schrodigênero/ Schrodingênero: Alguém que sente ter e não ter certo gênero ao mesmo tempo. Alternativamente, um gênero que é vários gêneros ao mesmo tempo.

Pangênero: Alguém que possui gêneros demais para contar, incluindo gêneros desconhecidos, e/ou uma experiência infinita de gênero. (Pessoas pangênero não possuem absolutamente todos os gêneros.)

Bigênero: Alguém que possui dois gêneros. Pode ser um de cada vez, ambos ao mesmo tempo, ou outras combinações.

Trigênero: Alguém que possui três gêneros. Pode ser um de cada vez, todos ao mesmo tempo, ou outras combinações.

Ogligênero: Alguém que possui alguns gêneros, mas não muitos.

Poligênero: Alguém que possui vários gêneros. Pode ser um de cada vez, todos ao mesmo tempo, ou outras combinações.

Poligênero-fluxo: Uma identidade composta por mais de um gênero, mas com a intensidade de cada gênero mudando de tempos em tempos.

Giaragênero: Alguém que possui múltiplos gêneros, mas que não entende nenhum deles, ou a maior parte deles.

Empilhadore de gêneros/ Hordidem: Alguém que “coleciona” gêneros, como se estivesse adicionando-os em uma pilha, de forma que a pessoa é todos esses gêneros de uma vez só. É possível que ume empilhadore de gêneros não tenha uma ideia exata de como é sua identidade de gênero como um todo.

Álbum de gêneros: Uma identidade comparável a um “livro de gêneros”, com cada página tendo seu próprio tema, mas sendo apenas uma parte de sua experiência de gênero.

Polifractal de gêneros: Uma identidade de gênero composta por múltiplas identidades compostas por mais de um gênero, como alguém que é neutrois-geodo, fraspe e venufluide como experiências simultâneas mas separadas.

Gradiância: Uma identidade de gênero definida por um gênero bem definido, e outros gêneros em volta dele. Quanto mais longe os gêneros estiverem do gênero “núcleo”, mais difícil é de entendê-los ou defini-los.

Chelogênero: Um gênero protegido por outro, que age como um casco. Esse “casco” é relevante em situações sociais e/ou desconfortáveis.

Gênero-geodo: Um gênero composto por uma “concha base” que contém gêneros parecidos ou subgêneros dentro dela. Por exemplo, alguém pode ser mingênero-geodo por ter vários gêneros como verneu, femil, gênero-rubi e jupariane.

Fraspe: Um gênero único que se divide em outros, podendo haver diversas experiências entre eles, assim como a luz branca se divide em um espectro de cores. Os gêneros podem se fundir de novo em um só, e o número de gêneros pode mudar de tempos em tempos.

Gênero-cósmico: Uma identidade de gênero tão vasta e complexa que só é possível entender um pouco dela de cada vez. Ela é formada por muitos gêneros, e só é possível entender quais são quando se foca em pequenas partes da identidade. É uma identidade de gênero infinita em relação às suas possibilidades.

Mosaigênero/Portiogênero: Uma identidade composta por vários fragmentos de gêneros e sentimentos.

Fisgênero: Uma identidade similar a bigênero ou poligênero, mas com um sentimento definitivo de que esses múltiplos gêneros estão separados de alguma forma.

Gênero-borrão: Uma identidade poligênero, na qual os diferentes gêneros estão tão “borrados” que é difícil ou impossível de identificar quais são.

Gênero-poção: Um gênero composto pela mistura de vários gêneros diferentes.

Centrigênero: Uma identidade que está no meio de/entre múltiplos gêneros.

Androaporine: Um gênero entre aporagênero e homem. Pode se referir a aporagênero em geral ou a algum aporagênero específico.

Aporagine: Um gênero entre aporagênero e mulher. Pode se referir a aporagênero em geral ou a algum aporagênero específico.

Aporax: Um gênero entre aporagênero e andrógine. Pode se referir a aporagênero em geral ou a algum aporagênero específico.

Neutrangi: Um gênero que está entre gênero neutro e andrógine.

Neutremme: Um gênero que está entre gênero neutro e mulher.

Neutreparê/Neutréparé: Um gênero entre gênero neutro e aporagênero. Pode se referir a aporagênero em geral ou a algum aporagênero específico.

Neutromme: Um gênero que está entre gênero neutro e homem.

Androx: Alguém cujo gênero está entre homem e mulher, mas que está mais próximo de homem; ou um gênero entre andrógine e homem.

Ginx: Alguém cujo gênero está entre mulher e homem, mas que está mais próximo de mulher; ou um gênero entre andrógine e mulher.

Neutrax: Um gênero entre andrógine e neutrangi.

Neutrelanger/ Neutrélanger: Um gênero entre gênero neutro e neutrangi.

Neutremangi/ Neutremmangi/ Ginoneutrangi: Um gênero entre neutrangi e mulher.

Neutromangi/ Neutrommangi/ Androneutrangi: Um gênero entre neutrangi e homem.

Duogênero: Alguém cujo gênero é uma combinação de homem e mulher por ser intersexo.

Amalgagênero: Um gênero que é afetado por ou misturado com a identidade intersexo de alguém. Termo exclusivo para pessoas intersexo.

Divisigênero: Alguém cujo gênero é completamente separado de homem e de mulher, por causa/influência de ser intersexo.

Neutroix: Alguém cujo gênero é completamente neutro por ser intersexo.

Ingênero: Alguém que não sente gênero nenhum por ser intersexo.

Vacagênero: Alguém que não tem gênero por influência/causa de ser intersexo, e/ou que é agênero por ser intersexo.

Agingênero: Uma identidade de gênero agenina (definida por ter características agênero). Este termo pode ser usado como um guarda-chuva para identidades do espectro agênero.

Sem gênero: Alguém que não possui gênero. Similar a agênero, mas algumas pessoas preferem apenas dizer que não possuem gênero.

Gênero-vácuo: Alguém cujo gênero não existe, e que sente um vácuo onde deveria estar o gênero. Também pode ser um termo utilizado para alguém sem gênero, já que agênero e neutrois podem ser utilizados como sinônimos de gênero neutro.

Vacuobinárie: Uma identidade de gênero que só pode ser descrita como uma sensação de vácuo ou vazio onde se espera que tenha algum sentimento relacionado a qualquer gênero. Esta identidade não tem nada em comum com gêneros binários, e é baseada em rejeitar o binário de gênero e qualquer relação com ele.

Aginique: Uma ausência de gênero autônoma. Alguém cuja identidade de gênero é caracterizada por autogovernança, liberdade pessoal e distância do binário de gênero, mas também por ageneridade/ ageninidade.

Gênero-nulo: Alguém cujo gênero não existe por nenhuma identidade servir. Ou alguém que não consegue identificar seu gênero de jeito nenhum.

Virgênero/Gênero-Virgem: Alguém que é praticamente e particularmente sem gênero; geralmente por ter um gênero ser muito estressante ou difícil para a pessoa. É possível que o estresse desgaste o gênero da pessoa gradualmente até ela ficar sem gênero.

Apogênero: Alguém que sente estar completamente separade do conceito de gênero; uma ausência de gênero além da simples falta de gênero.

Poliagênero: Alguém que tem múltiplas identidades de gênero que se encaixam dentro do espectro agênero.

Casgênero: Alguém que não se importa com o próprio gênero; que acha que o conceito de gênero não é importante para si.

Apagênero: Alguém que tem apatia em relação à própria identidade de gênero, e que não liga pra ela o suficiente para querer entender o que exatamente ela é. É um termo similar e menos popular do que casgênero, mas quando é citado é como um termo separado.

Gênero-cinza: Uma pessoa não-binária que não se importa com sua expressão de gênero, podendo ter um gênero fraco ou indeterminado, ou simplesmente não ligar muito pra isso.

Gênero-liminar/Gênero liminar: Um gênero no “limite” entre existir e não existir, ou que flutua entre essas duas possibilidades.

Driagênero: Alguém agênero, mas com uma conexão com uma floresta vazia.

Libragênero/[Gênero] agênero: Alguém que é agênero, mas que sente alguma conexão com algum gênero, fixa ou fluida.

Níxique: Um termo que abrange identidades que são compostas tanto por uma ausência de gênero quanto por uma conexão com algum gênero.

Neuníxique: Alguém cuja identidade é composta tanto por uma ausência de gênero quanto por uma conexão com gênero neutro. É um termo direcionado a quem tem dificuldade de distinguir seu alinhamento de gênero com gênero neutro de sua identidade de gênero e a quem se sente tanto afastade de quanto conectade com ser gênero neutro.

Nixangi: Um termo para pessoas cuja identidade é composta tanto de uma ausência de gênero quanto de uma conexão com o gênero andrógine. É um termo direcionado a quem tem dificuldade de distinguir seu alinhamento de gênero com andrógine de sua identidade de gênero e a quem se sente tanto afastade de quanto conectade com ser andrógine.

Nixavire: Alguém cuja identidade é composta tanto por uma ausência de gênero quanto por uma conexão a ambos os gêneros homem e mulher. É um termo direcionado a quem tem dificuldade de distinguir seus alinhamentos de gênero com ser homem e mulher de sua identidade de gênero e a quem se sente tanto afastade de quanto conectade com tais gêneros.

Nixera: Um termo para pessoas cuja identidade é composta tanto por uma ausência de gênero quanto por uma conexão com o gênero mulher. É um termo direcionado a quem tem dificuldade de distinguir seu alinhamento de gênero com mulher de sua identidade de gênero e a quem se sente tanto afastade de quanto conectade com ser mulher.

Nixvir: Um termo para pessoas cuja identidade é composta tanto por uma ausência de gênero quanto por uma conexão com o gênero homem. É um termo direcionado a quem tem dificuldade de distinguir seu alinhamento de gênero com homem de sua identidade de gênero e a quem se sente tanto afastade de quanto conectade com ser homem.

Paníxique/Omníxique/ Oníxique: Um termo para pessoas cuja identidade é composta tanto por uma ausência de gênero quanto por uma conexão com pangênero. É um termo direcionado a quem tem dificuldade de distinguir seu alinhamento de gênero com pangênero/uma imensa quantidade de gêneros e a quem se sente tanto afastade de quanto conectade com ser pangênero.

Xeníxique: Um termo para pessoas cuja identidade é composta tanto por uma ausência de gênero quanto por uma conexão com xeninidade ou com aspectos de xenogênero(s). É um termo direcionado a quem tem dificuldade de distinguir seu alinhamento de gênero com xenogênero e a quem se sente tanto afastade de quanto conectade com ser xenine e/ou xenogênero.

Cogitogênero/Pensgênero/ Cognogênero: Um gênero que só existe ou parece presente quando se pensa nele, ou quando esforço é feito para percebê-lo.

Cancegênero/Agênero-fluido: Alguém que na maior parte das vezes é agênero, mas que às vezes possui gênero.

Gênero-pulso: Alguém que não possui gênero ou que possui um gênero indefinido, mas que experiencia “pulsos” de gênero(s) definido(s) de vez em quando.

Anagênero/Anogênero: Alguém cujo gênero desaparece e aparece, e que sempre que retorna parece ser o mesmo.

Gênero-fluxo: Alguém que passa por mudanças na intensidade de seu gênero. A pessoa pode sentir seu gênero mais fraco algumas vezes, e/ou pode sentir ausência de gênero algumas vezes.

Fluxofluide: Alguém cujo gênero muda de tempos em tempos, sendo que a intensidade de tais gêneros muda de tempos em tempos também.

Multirrégua de gêneros: Uma experiência de gênero que pode ser descrita como a presença de várias réguas de gêneros que mudam entre 0% e 100% de intensidade.

Roleta de gêneros: Uma experiência de gênero onde há um núcleo fixo, que pode ou não ser um gênero definido, e vários círculos de gêneros orbitando tal núcleo. Quanto maiores os círculos de gêneros, mais os gêneros mudam e são difíceis de definir.

Eafluide: Alguém cujo gênero muda de tempos em tempos, mas nunca para gêneros binários.

Marfluide/Mascfluide: Alguém cujo gênero muda de tempos em tempos, mas sempre ou quase sempre para gêneros que considera masculinos.

Venufluide/Femfluide: Alguém cujo gênero muda de tempos em tempos, mas sempre ou quase sempre para gêneros que considera femininos.

Gênero-fae: Alguém cujo gênero muda de tempos em tempos, mas nunca para gêneros masculinos.

Gênero-fauno: Alguém cujo gênero muda de tempos em tempos, mas nunca para gêneros femininos.

Escorpifluide/Scorpifluide: Alguém que é gênero-fluido, mas que só muda entre gêneros desconhecidos.

Alexigênero: Alguém que consegue sentir que muda de gênero de tempos em tempos, mas que não consegue identificar cada gênero individualmente.

Fluidestelar: Uma forma de gênero-fluido ligada à energia ou à estética de espaço e/ou estrelas. Alguém fluidestelar pode fluir para qualquer gênero, a única consistência é a ligação com energia ou estética estelar.

Colecionadore de gêneros: Alguém cujo gênero é fluido, que não consegue achar poucas palavras para descrever seus gêneros, e que então acaba “colecionando” um monte de termos que encaixam.

Progrefluide/Progrefluid: Alguém com muitos gêneros, que com o tempo vai acumulando mais gêneros ainda. A pessoa pode ou não deixar de se identificar com gêneros que já teve, mas é provável que sinta ter uma quantidade infinita de gêneros mesmo que isso aconteça.

Mutaregênero/Mutare: Alguém gênero-fluido que nunca passa pelo mesmo gênero duas vezes; sua identidade de gênero está sempre mudando e evoluindo.

Abrogênero: Alguém cuja identidade de gênero muda tão rápido que não pode ser identificada. Também pode ser alguém que sente que está descobrindo a própria identidade de gênero continuamente, por conta dela ter vários aspectos específicos diferentes.

Kinetigênero: Alguém cujo gênero sempre está mudando.

Aquarigênero: Alguém cujo gênero muda constantemente e lentamente.

Contigênero: Um gênero que se move pelo tempo e pelo espaço, mudando e se movendo constantemente. Também pode se referir a um gênero relacionado ao espaço e ao tempo, ou que é feito de espaço e tempo.

Cristaline/Cristagênero: Alguém cujo gênero muda constantemente. Tal gênero pode parecer fragmentado por conta disso.

Repentique/Joltique/ Gênero-choque: Uma forma de gênero-fluido para pessoas cujas mudanças de gênero são súbitas e confusas. A pessoa que quis cunhar o termo comparou as mudanças de gênero a acordar no meio de um sonho.

Gênero-fogo: Alguém cujo gênero muda constantemente, sem nunca se extinguir. Ligado ao fogo como metáfora visual ou símbolo.

Verangênero: Alguém cujo gênero muda toda vez que é identificado.

Condigênero: Um gênero que só ocorre em determinadas condições.

Ciclogênero: Um gênero que muda de acordo com o ciclo menstrual.

Aerogênero: Um gênero que depende da situação e/ou atmosfera da pessoa, que pode ser composta por várias coisas (como quem está em volta da pessoa, o nível de conforto, a temperatura, a hora do dia, etc).

Locugênero: Um gênero facilmente influenciado pelos arredores. Muda frequentemente com as pessoas e situações em volta mudando.

Reflectigênero: Uma identidade de gênero que reflete aquela de um interesse amoroso/social/ platônico/etc. da pessoa.

Trocatrae: Uma identidade de gênero que muda de tempos em tempos, influenciada por que tipo de atração a pessoa está sentindo em determinado momento.

Atrafluide: Alguém cujo gênero muda para ser o mesmo ou similar ao(s) gênero(s) pelo(s) qual(is) a pessoa sente atração no momento.

Atrafluxo: Alguém cujo gênero muda de intensidade com base no(s) gênero(s) pelo(s) qual(is) a pessoa sente atração no momento.

Scorigênero: Alguém que possui três gêneros que mudam entre si, mas que considera tais gêneros similares.

Quivergênero: Um gênero que muda de tempos em tempos, mas cujas mudanças são flutuações muito pequenas.

Demigênero-fluido/Demifluide: Alguém que possui uma parte do gênero estática e a(s) outra(s) fluida(s).

Horogênero: Um gênero que muda de tempos em tempos, mas com um “núcleo” que continua o mesmo.

Gênero-régua: Alguém cuja identidade é composta de duas partes, uma por cima da outra, com intensidade variável. Porém, uma das identidades é estática, enquanto a outra está constantemente mudando. Pessoas podem usar sua identidade estática no lugar de gênero (como em juxera-régua).

Duragênero: Alguém que possui múltiplos gêneros pode ter um duragênero, que é o gênero mais estável entre os gêneros da pessoa.

Cadogênero: Alguém que possui múltiplos gêneros pode ter pelo menos um cadogênero, que é um gênero que sempre volta, que é mais estável ou que é o mais confortável para a pessoa.

Primusgênero: Alguém que possui múltiplos gêneros pode ter pelo menos um primusgênero, que é o gênero primário/mais forte/mais importante para a pessoa.

Sequigênero: Alguém que possui múltiplos gêneros pode ter pelo menos um sequigênero, que é o gênero secundário/menos forte/menos importante para a pessoa.

Magigênero: Parte de um gênero próxima de um gênero inteiro. O magigênero pode ser toda a identidade de gênero que a pessoa tem, ou apenas parte dela.

Dodransgênero: ¾ ou 75% de um gênero. O dodransgênero pode ser toda a identidade de gênero que a pessoa tem ou parte dela.

Hemigênero: Parte de um gênero próxima da metade de um gênero. O hemigênero pode ser toda a identidade de gênero que a pessoa tem, ou apenas parte dela.

Quartogênero: ¼ ou 25% de um gênero. O quartogênero pode ser toda a identidade de gênero que a pessoa tem ou parte dela.

Nanogênero: Parte de um gênero próxima da inexistência de tal gênero. O nanogênero pode ser toda a identidade de gênero que a pessoa tem, ou apenas parte dela.

Pixelgênero: A menor parte de um gênero identificável dentro de uma experiência de gênero maior. Em alguns casos, pode significar a mesma coisa que nanogênero.

Pixiegênero: Alguém que tem uma pequena quantidade de certo gênero (similar a nanogênero), sendo que tal parte do gênero também é relacionada com magia.

Obligênero: Uma pessoa cujo gênero é parcialmente seu gênero designado por causa de abuso. Apenas para vítimas de abuso, especialmente vítimas de abuso religioso.

Moligênero: Um gênero que é leve, sutil e/ou tênue. Geralmente este termo é utilizado em combinação com outros para dizer que são “versões mais leves” de tais identidades, como em molimenino ou molineutrois.

Paragênero: Um gênero que é parecido com outro, mas que não é exatamente aquele gênero.

Metagênero: Alguém que se identifica em volta de e além de um gênero. Alguém cuja identidade de gênero é quase certo gênero, mas não exatamente, e tal identidade também vai além disso.

Gênero+/Gênero(mais)/ Gênero-mais: Uma identidade de gênero grande e complexa que se encaixa em vários termos de uma vez só. Um deles é escolhido para representar o todo. Exemplo: alguém que descreveria seu gênero como maverique, egogênero, autonomique, gênero-dissidente e gênero-estrela pode se dizer egogênero+.

Gênero-/Gênero(menos)/ Gênero-menos: Uma identidade de gênero que é majoritariamente descrita por certo rótulo, mas que não preenche todos os aspectos daquele rótulo. Exemplo: se alguém é mulher de uma forma majoritariamente, mas não totalmente, neutra ao invés de feminina, a pessoa pode se dizer neulier-.

Altegênero: É um gênero que parece estar em um universo paralelo, em um plano diferente, em uma existência alternativa, ou similar.

Aliegênero: Uma identidade de gênero que é uma interpretação de um ou mais gêneros de uma perspectiva não-humana. Alguém aliegênero pode ou não querer se encaixar em/adotar uma identidade de gênero, mas é sempre como “ume alienígena tentando se encaixar em um gênero de outra espécie”.

Dubgênero: Um rótulo para quem não consegue confiar que existe um termo certo para sua identidade de gênero. Por exemplo, ume dubandrógine não consegue confiar que o rótulo andrógine para seu gênero está 100% correto.

Gênero-neblina: Um gênero próximo a certo gênero, mas que não pode ser completamente identificado por causa de nebulosidade da consciência (brain fog; uma alteração da consciência comum em pessoas com déficit de atenção, depressão, e outras neurodivergências).

Afetugênero: Alguém cuja identidade de gênero é afetada por neurodivergência, especialmente flutuações de humor. Por exemplo, alguém pode ser maverique durante períodos de hipomania e gênero-cinza durante períodos de depressão. Esta identidade é exclusiva para pessoas com transtornos de humor e/ou de personalidade.

Gênero-conflito/Gênero-krieg: Alguém que tem múltiplas identidades de gênero que contradizem fortemente uma a outra. Por exemplo, alguém que é maverique e gênero-vácuo ao mesmo tempo, ou antineutrois e neutrois ao mesmo tempo. Termo exclusivo a pessoas com transtornos de personalidade.

Ludogênero: Alguém cuja identidade de gênero tem um “núcleo” específico, mas que está sempre “experimentando” gêneros diferentes por imitar/se espelhar em outras pessoas. Termo exclusivo a pessoas neurodivergentes.

Bordergênero: Alguém que experiencia flutuações em seu gênero, mas é difícil categorizá-lo em um só termo ou em uma só identidade, pela falta de certeza em relação a tal gênero. É um gênero sempre questionado porque quem o possui questiona seu próprio senso de identidade também. Termo exclusivo a pessoas com transtorno de personalidade limítrofe (borderline).

Gênero-vago: Um gênero para pessoas neurodivergentes que não conseguem ter total noção de seu gênero por causa de sua neurodivergência.

Gênero-quê: Alguém que não consegue entender o conceito de gênero ou de ter um gênero por conta de neurodivergência.

Incertagênero: Alguém que não tem gênero específico por conta de instabilidade na imagem de si próprie. O gênero não necessariamente muda, é só difícil de definir algum que pareça certo. Este termo é exclusivo a pessoas com transtorno de personalidade limítrofe/borderline.

Pendogênero: Alguém que nunca está satisfeite com seu gênero não importa o quanto “encaixe” por causa de falta de confiança em si mesme, o que sempre lhe faz tentar procurar algo mais adequado. Para pessoas neurodivergentes apenas, especialmente para pessoas ansiosas ou com TOC.

Xungênero/Xumgênero: Alguém que não consegue definir seu gênero; alguém que tenta achar termos para ele, mas nenhum parece correto, devido a problemas de identidade ou de autoconfiança. A pessoa pode nunca conseguir achar um termo que a contemple, por palavras não serem suficientes, ou por conta de alguma neurodivergência.

Uingênero: Uma identidade de gênero indefinida, incerta, desconhecida, indeterminada, etc. Este termo pode ser usado como um guarda-chuva para identidades assim.

Quoigênero: Alguém que não entende gênero; que sente que o conceito de gênero não é aplicável para si.

Pomogênero: Alguém que não quer definir seu gênero, ou que não se encaixa em nenhum rótulo existente. Identidade mais utilizada por quem rejeita classificações de gênero.

Emperceptine/ Enperceptine: Alguém cujo gênero é completamente desconhecido e fundamentalmente incompreensível. Não pode ser entendido de qualquer maneira ou forma.

Undrion: Uma identidade de gênero caracterizada pela pessoa estar confortável com o fato de que seu gênero é indefinido ou desconhecido; um uingênero confortável.

Gênero-Áries: Alguém cujo gênero é complicado e difícil ou impossível de explicar. É um gênero que não se encaixa em outros rótulos; um gênero incompreensível.

Gênero-Escorpião/ Escorpigênero: Um gênero que é um mistério, e muito difícil de entender. Vários termos se encaixam nele vagamente, mas quase nenhum pode completamente descrevê-lo.

Gênero-estática: Um gênero que, assim como estática, é flocoso e incompreensível.

Turbogênero: Alguém que tentou entender seu gênero, mas tal gênero é muito confuso e embaraçado para isso.

Opscugênero: Um gênero que parece difícil de “ver” ou compreender, como se estivesse escondido no escuro.

Elegênero/Etereagênero/ Delicagênero: Um gênero dependente de interpretação individual, mas que em essência é um gênero etéreo que não pode ser entendido por quem o tem ou por outres. É um gênero delicado ou elegante que não pode ser explicado.

Uinique: Um gênero indefinido e autônomo. Um gênero que é caracterizado por senso de liberdade pessoal em sua identidade, independência de conceitos de gênero e autogovernança ao mesmo tempo que é impossível de identificar.

Conaneu/Konaneu: Um gênero que tem elementos femininos e neutros, sendo que ambos são fracos e/ou indefinidos. É um gênero feminino, neutro e indefinido.

Cunêusique/Kunneusik: Um gênero que tem elementos neutros e de autodeterminação para além do binário de gênero, sendo que ambos são fracos e/ou indefinidos. É um gênero autônomo, neutro e indefinido.

Marmeneu/Margmenneu: Uma identidade de gênero que tem múltiplos elementos, ao menos um deles neutro, sendo que são todos fracos e/ou indefinidos. É uma identidade indefinida composta por mais de um gênero, sendo ao menos um desses gêneros neutro.

Neuéqui/Neuekki: Um gênero que tem elementos de ausência de gênero e neutros, sendo que ambos são fracos e/ou indefinidos. É um gênero agenino, neutro e indefinido.

Neulíquer/Neuolikr: Um gênero que tem elementos neutros e de xenogênero, sendo que ambos são fracos e/ou indefinidos. É um gênero xenino, neutro e indefinido.

Neuquene/Neukenna: Um gênero que tem elementos neutros e de aporagênero, sendo que ambos são fracos e/ou indefinidos. É um gênero aporino, neutro e indefinido.

Neutrite/Neuatrith: Um gênero que tem elementos andróginos e neutros, sendo que ambos são fracos e/ou indefinidos. É um gênero andrógino, neutro e indefinido.

Verneu/Verrneu: Um gênero que tem elementos masculinos e neutros, sendo que ambos são fracos e/ou indefinidos. É um gênero masculino, neutro e indefinido.

Livre de gênero/Gênero-livre: Uma identidade de gênero ambígua em geral, mas queer por natureza. Alguém gênero-livre tem um senso de gênero borrado, nebuloso, extravagante e livre. É um termo para quem explora diferentes aspectos dentro de uma mesma identidade de gênero.

Não-gênero: Um gênero melhor descrito pelo que não é, ao invés de pelo o que é. Apenas para pessoas que têm certeza de que não são de certa identidade, sem saberem qual é sua identidade de gênero de forma mais específica. Usado como não-agênero, não-homem, etc.

Antigênero: Um gênero que é o oposto de outro gênero. Por exemplo, quem é anti-homem simplesmente se vê como o oposto de homem, não querendo se associar com ser homem de nenhuma forma, ou associando seu gênero com tudo o que é oposto ao que associa a ser homem, o que não significa que a pessoa se vê como mulher ou como algo próximo disso.

Desgênero: Um gênero que não é a ausência de gênero, e sim a forma negativa de um gênero. Este conceito é muitas vezes colocado como a mesma coisa que antigênero, mas tais termos foram cunhados por pessoas diferentes.

Contrarigênero/ Divergênero: Alguém que tem ou sente ter duas ou mais identidades de gênero que se contradizem ao mesmo tempo, como ser apogênero e pangênero.

Ilusogênero: Alguém que sabe qual é seu gênero, mas que ainda sente que ele é falso, por causa de neurodivergência ou pressões externas (família, sociedade, etc).

Aquilegênero/ Vinciagênero: Alguém aquileane que só experiencia ser homem ou qualquer coisa parecida com isso por conta de sua atração por homens e pessoas de identidades similares.

Enebeagênero: Alguém enebeane que só experiencia ser não-binárie por conta de sua atração por pessoas não-binárias. Uma pessoa enebeagênero também pode considerar que não teria gênero algum, mas tem algum gênero não-binário por conta de sua atração por pessoas não-binárias.

Equarigênero: Alguém equárique que só experiencia ser de certo gênero por conta de sua atração por pessoas daquele mesmo gênero, de algum gênero similar, ou da mesma categoria de gênero (no caso de só ser não-binárie por sentir atração por pessoas não-binárias).

Julerigênero: Alguém não-binárie que sente uma conexão forte com ser homem por conta de sentir atração por mulheres, e que sente uma conexão forte com ser mulher por conta de sentir atração por homens, mas que sem essas atrações não se sente conectade a nenhum gênero binário.

Nibitigênero: Alguém que é majoritariamente binárie ou algo parecido com isso que experiencia não-binaridade por conta de sua atração por pessoas binárias, ou alguém que é majoritariamente não-binárie/de certa identidade não-binária que experiencia alguma forma de binaridade por conta de sua atração por pessoas não-binárias.

Safogênero: Alguém sáfique que só experiencia ser mulher ou qualquer coisa parecida com isso por conta de sua atração por mulheres e pessoas de identidades similares.

Alitigênero/Alitix/Alithix: Um gênero baseado apenas na busca por autenticidade pessoal, e em nada além disso.

Liberique: Um gênero que traz consigo a convicção e/ou a habilidade de expressá-lo, mesmo com a pressão externa para não fazer isso.