Um espaço de aprendizagem

Categorias relacionadas a gênero

As identidades descritas nesta página geralmente não são consideradas gêneros. São rótulos que raramente são utilizados para descrever gêneros ou características de gêneros, que geralmente só são utilizados para descrever posições sociais.

 

Cisgênero

Alguém que se identifica completamente e pela vida inteira com o mesmo gênero que lhe foi designado ao nascer, e que a princípio possui todas as características corporais esperadas de uma pessoa de tal gênero em sua sociedade.

 

Ipsogênero

Uma pessoa ipsogênero é uma pessoa intersexo que se identifica completamente e pela vida inteira com o mesmo gênero que lhe foi designado ao nascer.

Pessoas ipsogênero são muitas vezes separadas da categoria cisgênero, por não terem acesso total ao privilégio cis: seus corpos são tratados como inadequados, mutações que deveriam ser corrigidas, exceções esquecidas às normas de gênero.

 

 

Transgênero

Alguém que se identifica, ao menos parcialmente, com um gênero diferente do gênero que lhe foi designado ao nascer, independentemente de suas características corporais. É válido notar que várias pessoas podem não querer utilizar o rótulo trans ou transgênero, utilizando somente transexual, travesti, não-binárie, genderqueer, agênero ou gênero-fluido, entre outras identidades.

Enquanto pessoas cis ou ipso são sempre de gêneros binários (que são homem/masculino e mulher/feminino), pessoas trans podem ser tanto binárias quanto não-binárias.

É possível utilizar transgênero como um termo genérico para seu próprio gênero, como uma identidade aberta significando apenas “não-cis” sem especificar gênero, mas é raro ver isso nos dias de hoje; geralmente pessoas nesta situação utilizam genderqueer, não-binárie ou pomogênero.

 

Bandeira dois-espíritos

Identidades culturais não-cis

Várias culturas possuem sistemas de gênero que abrigam gêneros além de homem e mulher. E também existem identidades que não necessariamente são ou já foram abrigadas por suas culturas como norma, mas que são diretamente influenciadas por sua cultura e/ou pela alienação causada por alguma cultura dominante.

Enquanto pessoas com estas identidades podem não achar adequado se classificar como cis ou trans, ou como binárias ou não-binárias, estas pessoas ainda sofrem diante de uma sociedade cissexista e (etno)binarista.

Algumas destas identidades são evidência de que pessoas não-cis não são novidade; porém, é errado agir como se a existência de identidades marginalizadas em culturas às quais você não pertence fosse a razão pela qual sua identidade é válida. Se você não tem a mesma experiência cultural que estas pessoas, você vê gênero de forma diferente, e portanto sua experiência com gênero é diferente. Sua experiência é válida por si só, não tokenize culturas alheias.

Orientando possui uma lista com algumas destas identidades aqui.

Pular para a barra de ferramentas