Um espaço de aprendizagem

Gênero-fluido

Bandeira gênero-fluido

Bandeira gênero-fluido

Pessoas gênero-fluido são pessoas que mudam de gênero de tempos em tempos.

As mudanças podem ser:

  • Graduais ou súbitas;
  • Constantes ou inconstantes;
  • Diárias, semanais, mensais, semestrais, anuais, bianuais, em intervalos de tempo aleatórios, etc.;
  • Entre gêneros definidos e/ou indefinidos;
  • Entre certos gêneros, e/ou entre gêneros completamente diferentes a cada mudança;
  • Para ou de qualquer quantidade de gêneros (como de agênero para neutrois e mulher, de neutrois e mulher para andrógine, de andrógine para maverique, homem e mulher, e assim vai);
  • Influenciadas (por questões como ciclo hormonal, crises, clima, pessoas em volta, etc.) ou não.

Existem muitos termos específicos para pessoas cujo gênero muda de forma específica. Por exemplo, uma pessoa gênero-fluxo também muda de gênero de tempos em tempos, porém a mudança é na intensidade do gênero, sem mudar certo “gênero base”. Uma pessoa horogênero possui um certo núcleo imutável, enquanto outras partes do gênero são fluidas. Uma pessoa magifluida muda seu gênero entre magigêneros.

Existem identidades específicas para gêneros que fluem apenas entre gêneros parecidos, ou com a mesma natureza; existem identidades para gêneros que só fluem em certas condições; existem identidades para gêneros que fluem apenas entre números específicos de gêneros; existem identidades para gêneros que fluem rapidamente ou lentamente; e por assim vai.

Porém, qualquer uma dessas pessoas pode se chamar de gênero-fluido, ainda que certas pessoas se sintam mais confortáveis apenas se identificando com rótulos mais específicos – especialmente as pessoas que não sentem que seu gênero muda o suficiente para se chamarem de gênero-fluido.

Há relatos da palavra genderfluid – gênero-fluido, em inglês – já existir nos anos 90. As expressões gender fluid e gender-fluid são citadas em livros de 1999. Suspeita-se que várias pessoas que se identificam ou que se identificavam como crossdressers, drag queens, ou drag kings – pessoas que se vestem e/ou atuam como pessoas de outro gênero por diversão, por trabalho, ou como estilo de vida – se identificariam como gênero-fluido, caso soubessem da existência da identidade e não tivessem medo do estigma que ela carrega.

(Isto é apenas uma suposição – apenas cada pessoa pode saber que rótulo(s) é(são) adequado(s) para a própria identidade.)

A bandeira gênero-fluido foi postada em 3 de agosto de 2012 no blog genderfluidity, por JJ Poole. JJ escreve que sua bandeira representa a flutuação e a flexibilidade do gênero em pessoas gênero-fluido. Os significados dados às cores são:

  • Rosa: feminilidade
  • Branca: ausência de gênero
  • Roxa: combinação de masculinidade e feminilidade
  • Preta: todos os gêneros
  • Azul: masculinidade

Originalmente, a cor preta e a cor branca tinham significados inversos, porém JJ resolveu mudá-los mais de um ano após a postagem da bandeira.


Links adicionais:

Pular para a barra de ferramentas