Categorização de identidades NB em relação a… pautas, de certo modo

Início Fóruns Comunidade Opressões Categorização de identidades NB em relação a… pautas, de certo modo

Este tópico contém respostas, possui 3 vozes e foi atualizado pela última vez por  Mimi 6 meses, 4 semanas atrás.

Visualizando 3 postagens - 1 até 3 (de 3 do total)
  • Autore
    Postagens
  • #4378 Quote

    Aster
    • ed/eld/e
    • -/éli/e

    Admin

    Não que não existem pautas específicas para cada identidade específica, ou que não existam outros grupos que possuem pautas específicas, mas eu percebo que quase toda categorização geral dentro de identidades não-binárias que tenta abranger tudo acaba sendo mal explicada ou confusa, em certos aspectos.

    Essa classificação aqui não é perfeita, mas eu quis fazer algo mais completo do que eu já tinha visto antes:

    Exobinárias: Identidades completamente fora e/ou independentes do binário de gênero ou de coisas ligadas a ele. Inclui pessoas sem gênero, aporagênero, e várias pessoas xenogênero, entre outras.

    Ideobinárias: Identidades que precisam de ideias de masculinidade, feminilidade, ou de outras “projeções” relacionadas a gêneros binários, sem necessariamente estarem perto de gêneros binários. Inclui inavires, pessoas mascugênero, noneras, e talvez antimeninas/antimeninos, entre outras pessoas.

    Mesobinárias: Identidades envolvendo ambos os gêneros binários e/ou estar dentro destes gêneros, como bigênero homem/mulher e andrógine homem/mulher.

    Viabinárias: Identidades que estão próximas a um gênero binário, ainda que possam ser chamadas de não-binárias. Mulher/homem NB (muitas vezes), juxera/proxvir, etc.

    (Pessoas podem usar essas categorias sem se chamarem de não-binárias, se quiserem.)

    É possível um mesmo gênero estar em mais de uma destas categorias, e é possível ter vários gêneros que cubram diferentes categorias. A questão é que esses grupos muitas vezes possuem pautas específicas que são apagadas/ignoradas dentro de um contexto mais geral:

    – Pessoas exobinárias podem não se sentir confortáveis com a visão de pessoas não-binárias em certos contextos como sempre mesobinárias ou viabinárias: representações que se resumem a “meio homem e meio mulher”, inclusão de pessoas não-binárias que não se importam em serem consideradas próximas a um ou outro gênero binário e exclusão do resto, etc.

    – Pessoas ideobinárias podem não se sentir confortáveis com a ideia de que masculinidade = homem e de que feminilidade = mulher, quando querem poder expressar masculinidade/feminilidade sem serem consideradas homens/mulheres respectivamente. Podem também não se sentir confortáveis com o agrupamento de “identidades relacionadas com masculinidade/feminilidade” com “identidades relacionadas a ser homem/mulher”, o que ocorre em várias orientações e outros rótulos de identidade.

    – Pessoas mesobinárias podem não se sentir confortáveis com a ideia de que não-binariedade significa não ter gênero, ou estar completamente fora do binário de gênero. Também podem não se sentir confortáveis com a ideia de que precisam escolher entre espaços para homens ou espaços para mulheres, quando se encaixam em ambas as categorias.

    – Pessoas viabinárias podem não se sentir confortáveis com as pessoas ao redor julgando suas identidades como “basicamente binárias”, ou inexistentes porque pessoas não-binárias supostamente “não podem ser homens ou mulheres de nenhuma forma”.

    Novamente, eu sei que identidades mais específicas que isso possuem suas próprias questões. E que existem grupos de identidade dentro de cada um desses grupos, que também possuem questões gerais.

    Mas agrupamentos como “gêneros relacionados com gêneros binários x gêneros não relacionados com gêneros binários” acabam não sendo muito explícitos em relação a certas questões, e acho que existem questões diferentes em relação a pessoas viabinárias, mesobinárias e ideobinárias a ponto de separar essas questões.

    Estes não são termos para identidades, ou mesmo para categorização de pessoas. Não vou pedir para ninguém se considerar exobinárie acima de ser xenogênero ou maverique ou gênero-vácuo ou agênero, e não apoio qualquer tentativa de categorizar pessoas em uma dessas categorias contra suas vontades.

    A categorização de certos termos também é vaga, porque algumes ambonecs podem se considerar mesobináries e outres exobináries, por exemplo. E identidades como demigênero e paragênero podem se aplicar a qualquer categoria, dependendo do gênero que “modificam”.

    A categorização é mais para pautas e ideias específicas sobre não-binariedade.

    Idk. Só uma ideia, não sei se é útil para outras pessoas?

    2
    #4379 Quote

    Vitor Rubião
    • -/elu/e
    • -/éle/e

    Participante

    Eu adorei a ideia e acho bem útil no que se refere à discussão de pautas específicas de identidades n-b.


    R U B I Ã O

    0
    #4381 Quote

    Mimi
    • -/ély/y
    • i/éli/i

    Participante

    minha única dúvida é se ainda não teria uma categoria separada para pessoas sem gênero e de identidade indeterminada, porque existem pessoas exobinárias do tipo “eu quero que meu gênero seja reconhecido como algo separado” e pessoas exobinárias do tipo “haha, gênero é inútil, eu não preciso me definir”

    mas, como viabinári, eu realmente:
    – sinto que tenho que me forçar em uma caixa binária ou me desprender completamente de identidades binárias, ambas coisas que não me sinto bem fazendo
    – não me sinto inclusy na noção de androginia/misturar sinais de gêneros binários para me mostrar nb

    m i m i
    (não há aprendizado sem dor.)

    0
Visualizando 3 postagens - 1 até 3 (de 3 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.