Um espaço de aprendizagem

Gray

Bandeira Gray-assexual

Bandeira Gray-assexual

Pessoas grayssexuais, grey-assexuais, cinzassexuais, grissexuais, etc. fazem parte do espectro assexual. São pessoas que só sentem atração sexual raramente, ou de forma fraca.

Algumas pessoas também se identificam como gray-assexuais por experienciarem atração regularmente, mas sem sentir muita vontade de fazer sexo.

Vale lembrar que gray se refere à atração, e não à ação; uma pessoa não é grayssexual se não sente atração nenhuma e faz sexo algumas vezes; ou se sente atração e vontade de fazer sexo regularmente, mas não participa de atividades sexuais por outros motivos.

O termo gray-a para se referir a um espaço entre assexualidade e zed/allossexualidade (atração frequente; fora do espectro assexual) é datado de 2006, mas a consideração da possibilidade de uma pessoa sentir atração sexual de forma pouco frequente já havia sido proposta anteriormente.

Versão alternativa da bandeira gray-assexual

Outra bandeira gray-assexual

Uma das bandeiras gray-assexuais mais conhecida foi postada no dia 21 de junho de 2013 por Auri. Ela é composta de cinco faixas horizontais de igual tamanho, sendo a primeira e a última roxas, a segunda e a quarta cinza, e a terceira branca.

As faixas roxas representam assexualidade; as faixas cinza representam a transição entre assexualidade e zedsexualidade; a faixa branca representa zedsexualidade.

Pessoas grayrromânticas, grey-arromânticas, cinzarromânticas, grisromânticas, etc. fazem parte do espectro arromântico. Em geral, são pessoas que raramente se apaixonam, mas é possível se identificar com esta identidade por outros motivos, como se apaixonar e não querer relacionamentos românticos, ou como querer apenas relações que não são nem platônicas e nem românticas.

Bandeira grey-arromântica

Bandeira grey-arromântica

No período de escrita desta página, não é fácil de achar de onde vieram os primeiros usos do termo grey-arromântico ou similar. É bom notar que a ideia de um espectro arromântico apareceu depois da ideia de um espectro assexual.

Uma pessoa gray pode querer utilizar outra atração em conjunto com gray, para denotar gênero ou outra orientação relevante do espectro assexual ou arromântico. Por exemplo, uma pessoa pode ser greybirromântica ou demigray-assexual.

Porém, muitas pessoas grey rejeitam modificadores, afinal, se você só sentiu atração poucas vezes na vida, como pode ter certeza de quais são os outros “modificadores”, caso existam? Como saber se aquela uma atração por alguém próxime de certo gênero significa que você só sente atração por aquele gênero? Ou só por pessoas próximas?

Versão alternativa da bandeira grey-arromântica

Outra bandeira grey-arromântica

Em inglês, também se usam os prefixos gray e gray-a (ou grey e grey-a no inglês britânico). Antes, era mais comum utilizarem gray-a por si só para significar grayssexual, mas agora é mais comum dividirem entre gray-ace (gray-assexual) e gray-aro (gray-arromântique). Também em inglês, um apelido para pessoas gray-assexuais é grace.

O prefixo cinza é uma tradução para português de gray, e o prefixo gris é uma tradução para espanhol da mesma palavra. O primeiro uso de gris(sexual) em português foi uma postagem feita por Vitor Rubião no blog Betsu-no-Shounen em 30 de abril de 2016, enquanto os usos em espanhol são mais amplos e existem pelo menos desde 2015.


Links adicionais:

Pular para a barra de ferramentas