Um espaço de aprendizagem

Verangênero

Bandeira verangênero

Bandeira verangênero

Pessoas verangênero são pessoas cuja identidade de gênero passa por mudanças sempre que é identificada. É subtipo de gênero-fluido.

Por exemplo: Uma pessoa não consegue entender seu gênero, por não ser nem masculino, nem feminino, nem algo entre os dois, sendo que ele aparentemente existe. Então, a pessoa acha o termo neutrois, e passa a se identificar com ele, por seu gênero ser neutro.

Depois de um tempo se identificando como neutrois, seu gênero começa a deixar de ser neutro. Ele parece ter um componente completamente não-neutro e não-binário, e um componente masculino, que também não parece ser de um gênero masculino binário. Essa pessoa passa a se identificar como bigênero, sendo tais gêneros aporagênero e proxvir.

Porém, depois de estar convencida de que seu gênero está estável, essa pessoa para de se sentir masculina… aliás, ela para de sentir que possui um gênero, completamente. Também começa a ter vontade de ser mais feminina, ao ponto de se apresentar como mulher, mas não realmente sente que tem um gênero. Após pesquisa e reflexão, começa a se identificar como librafeminina.

E assim vai indo: a pessoa descobre que é algo, mas depois de um tempo passa a perceber que aquilo não serve mais. Esta pessoa é verangênero.

Verangênero pode ser mais útil do que gênero-fluido para certas pessoas porque verangênero é quando a mudança de gênero é sempre relacionada a achar a identidade que serve, mesmo que ela tenha ficado estática por bastante tempo antes de acharem um termo adequado para ela.

Não sabemos quem criou a palavra verangênero, nem quando. Verangênero aparece em uma lista de gêneros no blog MOGAI Archive que estavam lá em 2014, então é no máximo deste ano.

A bandeira verangênero foi criada por Vees, usuárie vergess no Tumblr. Ela é composta por um fundo igualmente dividido em duas partes, numa diagonal que cruza com o meio de uma letra X cinza que existe no centro da bandeira, que é acompanhado de triângulos cinzas ocupando os espaços “dentro” da letra X. A parte esquerda do fundo é preta, e a parte direita do fundo é branca.

A linha diagonal representa movimento. A letra X e os triângulos representam incógnitas, sendo que também representam uma identidade fragmentada. A cor preta representa o desconhecimento em relação a novas identidades, e a cor branca representa o apagamento das velhas identidades.


Links adicionais:

Pular para a barra de ferramentas