Tópico sobre exorsexismo

Início Fóruns Comunidade Opressões Tópico sobre exorsexismo

Este tópico contém respostas, possui 5 vozes e foi atualizado pela última vez por  [email protected] 4 meses atrás.

Visualizando 19 posts - 1 até 19 (de 19 do total)
  • Autor
    Posts
  • #1543 Quote

    Tath
    • ed/eld/e
    • -/éli/e

    Mestre

    Eu não sabia se fazia uma postagem no blog, ou uma página… mas acho que o formato de tópico é mais adequado, pelo menos em relação a poder ter atualizações constantes sem ser algo estranho.

    Então. Exorsexismo. Eu sei que muita gente me estranha usando a palavra, mas, como uma pessoa não-binária branca, esta é uma palavra útil para mim.

    1. Conceito

    Exorsexismo é, resumidamente, o sistema opressivo que atua contra pessoas que não são 100% do gênero feminino e nem 100% do gênero masculino. Isso inclui qualquer pessoa não-binária e também pessoas que não se identificam como não-binárias, mas que cabem na definição da palavra.

    Exorsexismo inclui:

    • A crença de que só existem dois gêneros;
    • A crença de que só existem dois tipos de linguagem (“masculina” [o/ele/o] e “feminina” [a/ela/a]), de que não existe necessidade para linguagem neutra e de que neolinguagem é bobagem que não deveria existir;
    • A crença de que todos os gêneros não-binários devem ter base em gêneros binários;
    • A crença de que todos os gêneros não-binários baseados em gêneros binários são “basicamente binários”;
    • A crença de que ser não-binárie é uma escolha superficial, uma modinha, um “modificador”, algo que é sempre irrelevante, porque a pessoa é “na verdade” homem ou mulher;
    • A crença de que gêneros só são válidos quando existem pessoas cis de tal gênero em nossa sociedade;
    • A crença de que gêneros definidos por trauma, neurodivergência, intersexualidade, ou outras experiências são inválidos;
    • A crença de que é certo tratar masculino e feminino como gêneros opostos;
    • A crença de que é certo separar coisas ou pessoas entre gênero masculino e feminino;
    • A crença de que pessoas não-binárias na verdade são cis, ou pessoas trans binárias com cissexismo internalizado, e que não merecem estar em comunidades para pessoas trans, ou terem acesso a recursos trans como terapia hormonal, cirurgias de redesignação sexual, etc.;
    • Entre outras crenças relacionadas.

    Exorsexismo é um tipo de cissexismo (que é o sistema opressivo contra qualquer pessoa não-cis). Nem todas as pessoas não-binárias sofrem da mesma maneira sob exorsexismo. Pessoas trans binárias podem ser afetadas indiretamente por exorsexismo, pois são afetadas por pensamentos de que estão “erradas” por “não serem nem homens e nem mulheres”, mas a questão é que pessoas não-binárias sofrem certos tipos de discriminação mais específicos, e exorsexismo é uma palavra que nos ajuda a falar sobre isso.

    2. Criação e controvérsias

    Antes de existir exorsexismo, era comum que as pessoas se referissem à discriminação de pessoas não-binárias em comunidades anglófonas como nonbinary erasure (apagamento não-binário). Isso porque várias instâncias de exorsexismo são simplesmente pessoas não percebendo que mulheres e homens não são as únicas pessoas que existem.

    Porém, pessoas não-binárias são alvos de chacota mais aceitáveis para vários trolls, e somos inclusive alvos de chacota porque pessoas trans binárias podem nos usar para se alavancar: afinal, elas são só pessoas que nasceram no corpo errado e que precisam de cura, enquanto nós somos meninas que queremos ser especiais com termos novos e linguagem diferente.

    Pessoas abertamente não-binárias também possuem mais dificuldade em conseguir hormônios e cirurgias, até porque não temos como ser muito cisnormatives quando não existe um padrão de gênero sob o qual podemos ser avaliades. Também não temos como parecer pessoas cis de nossos gêneros.

    Também temos pessoas dentro da comunidade LGBT+ que querem nos reduzir a um gênero binário ou outro, para não terem que reconsiderar o que significa gay, hétero ou bi.

    Enquanto muitos desses exemplos cabem em apagamento, poderia ser bom ter uma palavra mais impactante para tais coisas, não?

    A palavra óbvia seria binarismo, mas, pela história dessa palavra com relação ao apagamento e discriminação contra gêneros e pessoas de gêneros fora do masculino e feminino em povos de certas culturas, não seria muito legal utilizar esta palavra para um contexto mais genérico. E isso se tornou uma arma para as pessoas que já não gostam muito da ideia de existir vocabulário próprio para pessoas não-binárias.

    Daí vem toda aquela história de dizer que pessoas brancas só querem ser oprimidas. De que como binarismo é somente em relação a pessoas de certas culturas, pessoas brancas não-binárias não sofrem de opressão mais específica que cissexismo. O que é chato até para pessoas não-binárias que não são brancas, mas que também não sofrem de binarismo por não viverem em alguma cultura que teve gêneros atacados e apagados por não serem masculino ou feminino.

    Depois de múltiplas consultas com pessoas trans binárias e não-binárias, inclusive pessoas de cor, Vees (vergess/intersex-ionality no Tumblr) fez uma postagem apontando alternativas para como chamar essa discriminação específica contra pessoas não-binárias. Mesmo com a pesquisa final mostrando polarsexismo com uma grande vantagem, exorsexismo foi a palavra que ficou, talvez pela popularidade do blog exorsexistbullshit.

    Conteúdo oculto por conter Por que “exor”?
    XOR é uma operação existente em várias linguagens de programação. Segundo o site Dicas de Programação:

    O Operador “OU-EXCLUSIVO” ou “XOR” é uma variação interessante do operador OU (OR), ele resulta em VERDADEIRO se apenas um dos valores de entrada for VERDADEIRO, ou seja, apenas se os valores de entrada forem DIFERENTES. Abaixo a tabela-verdade da operação OU-EXCLUSIVO.

    ___ VALOR 1 ___ | ___ VALOR 2 ___ | _ OPERAÇÃO XOR
    __ VERDADEIRO __| __ VERDADEIRO __| ___ FALSO
    __ VERDADEIRO __| ____ FALSO ____ | _ VERDADEIRO
    ____ FALSO _____| __ VERDADEIRO __| _ VERDADEIRO
    ____ FALSO _____| ____ FALSO ____ | ___ FALSO

    Em nosso caso, um dos valores seria o gênero feminino, e o outro o gênero masculino. E a sociedade dita que se uma pessoa tem um desses, o gênero é “verdadeiro”; se a pessoa tiver ambos estes gêneros, ou nenhum dos dois, o gênero é “falso”.

    A referência agradou bastante gente, o que ganhou popularidade para o termo.

    É claro que a palavra ainda foi repetidamente atacada, tanto por “apropriar binarismo” quanto por “deixar implícito que pessoas trans binárias não são oprimidas”. E, claro, porque pessoas não-binárias não são oprimidas de verdade, são só pessoas cis querendo ser especiais e etc. etc. etc.

    Mesmo assim, existem duas vantagens claras da palavra, as quais são evitar o sufixo -fobia e incluir qualquer pessoa que não seja 100% homem ou 100% mulher, independentemente da pessoa se identificar como não-binária ou não.

    3. Exemplos, para deixar as coisas mais claras, eu acho?

    a) É mais fácil explicar para pessoas cis o que é um homem trans do que explicar o que é uma pessoa gênero-fofo;

    b) As pessoas em geral vão levar mais a sério ume andrógine do que uma pessoa poligênero;

    c) As pessoas em geral vão insistir em usar pronome ele ou ela (especialmente em relação com o gênero que a pessoa pensa ser o “gênero de verdade” da pessoa não-binária);

    d) Uma pessoa gênero-fluido mulher/homem vai ser levada mais a sério do que uma pessoa fluxofluida;

    e) Uma pessoa raramente vai passar como não-binária. O máximo que acontece é ter pessoas se confundindo sobre o gênero da pessoa, mas elas só vão considerar gêneros binários.

    Para finalizar, vale lembrar que pessoas podem sofrer tanto por transmisoginia quanto por exorsexismo. Uma coisa não invalida a outra. E que não adianta ficar quantificando opressão, especialmente quando ela toma formas diferentes.

    Conteúdo oculto por conter Referências
    A maioria é de algum dos blogs de Vees, mas nem sempre são postagens escritas por Vees. Várias delas são reblogues (compartilhamentos).

    Discussão sobre a necessidade de um termo específico para a discriminação contra pessoas não-binárias:

    https://gynoidgearhead.tumblr.com/post/146512379297/courteousmingler-gynoidgearhead

    http://arionwind.tumblr.com/post/116958101442/diorbrando-like-cis-binary-people-will-never

    Sugestões e postagens/respostas relacionadas:

    http://vergess.tumblr.com/post/143919095080/okay-which-do-you-like-better-polarism-from

    http://vergess.tumblr.com/post/144503846150/butts-bouncing-on-the-beltway-oudeteron-vergess

    http://vergess.tumblr.com/post/143919554200/xor-gender-chart

    http://vergess.tumblr.com/post/144573807350/xor-gender-chart

    http://vergess.tumblr.com/post/143919165045/seriously-xor-gates-exorsexism-and-exor

    http://vergess.tumblr.com/post/144613277865/round-1-polarsexism-and-polarnormativity-20

    Controvérsias, reclamações, respostas a reclamações, etc.:

    http://intersex-ionality.tumblr.com/post/149201582859/oh-my-god-i-just-had-someone-make-a-callout-post

    http://intersex-ionality.tumblr.com/post/149274838154/lionheartedtabby-intersex-ionality

    http://intersex-ionality.tumblr.com/post/152130816009/whys-it-called-exorsexism-though-nonbinary

    http://intersex-ionality.tumblr.com/post/149290742294/theangrybi-let-me-explain-a-thing-to-yall

    http://intersex-ionality.tumblr.com/post/149379675304/discourseoutforharambe-re-exorsexism

    http://intersex-ionality.tumblr.com/post/149433873974/discourseoutforharambe-theangrybi

    http://intersex-ionality.tumblr.com/post/153328045064/hi-i-just-want-to-know-if-this-is-a-common

    http://intersex-ionality.tumblr.com/post/155361919864/there-are-genders-specific-to-the-jewish-culture

    https://exorsexistbullshit.tumblr.com/post/146480309263/faq

    https://exorsexistbullshit.tumblr.com/post/147302835518/explanations

    if you are afraid ⁕ come out
    if you are awake ⁕ come out
    COME OUT AND LEVEL UP

    • Este tópico foi modificado 6 meses atrás por  Tath.
    #1545 Quote

    MEME LORD
    • o/ele/o
    • o/êlu/u

    Participante

    Deixa eu ver se eu entendi:

    Exorsexismo: Discriminação contra pessoas não-binárias, ou contra coisas que fazem parte da experiência não-binária (identidades de gênero complexas, neopronomes, etc)

    Binarismo: Discriminação contra pessoas não-binárias de outras culturas (duplo espírito, hijra, etc)?

    THIS IS THE FUTURE LIBERALS WANT

    #1547 Quote

    Tath
    • ed/eld/e
    • -/éli/e

    Mestre

    @memelord_

    Yeah, mais ou menos isso!

    Só que pessoas dois espíritos, hijras, e outras pessoas de gêneros que não são mulher ou homem existentes em outras culturas não necessariamente se identificam como não-binárias, já que tanto transgênero quanto não-binárie são conceitos que não existem naquelas culturas. Esses gêneros não eram originalmente marginalizados em suas próprias culturas.

    Binarismo (ao menos nesse contexto) é muitas vezes descrito como a intersecção de exorsexismo com racismo e colonialismo.

    if you are afraid ⁕ come out
    if you are awake ⁕ come out
    COME OUT AND LEVEL UP

    #1549 Quote

    MEME LORD
    • o/ele/o
    • o/êlu/u

    Participante

    Ahhh sim, entendi!

    THIS IS THE FUTURE LIBERALS WANT

    #1768 Quote

    Cáh
    • a/ela/a

    Participante

    Eu li tudo, inclusive as referências. Wow. GG.

    █████ █████ █████ █████ █████
    we’re not cool; we are free

    (avatar)

    #1771 Quote

    Tath
    • ed/eld/e
    • -/éli/e

    Mestre

    Obrigade!

    if you are afraid ⁕ come out
    if you are awake ⁕ come out
    COME OUT AND LEVEL UP

    #2501 Quote

    Mimi
    • -/ély/y
    • i/éli/i

    Participante

    falam muito de exorsexismo em fandoms/shows também… tipo, quando ume personagem não tem gênero confirmado oficialmente, tomam isso ou como canonicamente nb ou como “gênero aberto à interpretação”…

    o pior é que isso deixa implícito que pessoas nb são inexistentes, ou que temos gênero aberto a interpretação

    m i m i
    (não há aprendizado sem dor.)

    #2552 Quote

    Tath
    • ed/eld/e
    • -/éli/e

    Mestre

    Yup! Personagens como Stevonnie, Frisk e Zoë Hange com certeza seriam considerades NB até que o contrário fosse provado, se não vivêssemos em uma sociedade que não está acostumada ou confortável com representação não-binária.

    if you are afraid ⁕ come out
    if you are awake ⁕ come out
    COME OUT AND LEVEL UP

    #2639 Quote

    Tath
    • ed/eld/e
    • -/éli/e

    Mestre

    Atitude exorsexista que tenho encontrado muito ultimamente, e que também é comum quando se fala de assuntos intersexo ou de orientações incomuns: utilizar a desculpa da ignorância para reforçar o quanto pessoas não-binárias são marginalizadas.

    Por exemplo, quando pessoas dizem que não sabem se conseguem tratar pessoas não-binárias pela linguagem correta porque “não sabem pronunciar”, quando no caso de algum nome ou palavra importante a pessoa chutaria ou perguntaria;

    Ou quando pessoas, mesmo não diretamente envolvidas na conversa, dizem e insistem que não conhecem as palavras/o assunto que está sendo discutido. Ué, em outros casos, essa pessoa provavelmente ficaria quieta, perguntaria ou pesquisaria, não?

    E, claro, tem sempre aquela questão de reclamar sobre o quão complicada, difícil e/ou nova é a identidade e/ou linguagem de uma pessoa não-binária. Como se tal pessoa não ouvisse isso de praticamente todo mundo.

    if you are afraid ⁕ come out
    if you are awake ⁕ come out
    COME OUT AND LEVEL UP

    #2950 Quote

    Tath
    • ed/eld/e
    • -/éli/e

    Mestre

    Enquanto eu editava esse vídeo, fiquei pensando na questão de pessoas GNCGender Non-Conforming: Alguém que não "se conforma" com seu gênero, utilizando uma expressão diferente da esperada para seu gênero (como um homem que gosta de usar vestidos e maquiagem). Normalmente a expressão é aplicada para pessoas binárias, especialmente cis, mas pessoas trans binárias .../trans binárias achando que sofrem exorsexismo por não serem vistas como pessoas legítimas de seu gênero…

    E acredito que isso por si só é uma forma de exorsexismo, porque iguala a experiência não-binária a uma experiência de não atender expectativas de gênero, quando vai muito além disso.

    Policiamento de gênero é algo que faz parte do cissexismo em geral (além de misoginia e mascunormatividade), exorsexismo é reservado para pessoas que não possuem gêneros binários, por mais que outras pessoas possam ter se deparado com situações similares às que geralmente são associadas ao exorsexismo.

    if you are afraid ⁕ come out
    if you are awake ⁕ come out
    COME OUT AND LEVEL UP

    • Esta resposta foi modificada 4 meses, 1 semana atrás por  Tath.
    #3003 Quote

    [email protected]

      Participante
      Tath escreveu:

      Yup! Personagens como Stevonnie, Frisk e Zoë Hange com certeza seriam considerades NB até que o contrário fosse provado, se não vivêssemos em uma sociedade que não está acostumada ou confortável com representação não-binária.

      Também não vejo muitos personagens transgeneros nb por aí, tipo quando eles são seres humanos e não seres mágicos , monstros , aliens ou robôs.
      As gems do Steven universe que são aliens por exemplo, o bmo de hora de aventura, etc

      Nb humanos eu só conheci frisk mesmo, mas tipo é canon? pq pra mim eu acho que os desenvolvedores só queriam deixar o gênero do personagem vago pros fãs fazerem headcanon. Tem vários personagens de aparência androgina ou unisex que são deixados por aí sem identidade de gênero definido, posso citar @ Leo do jogo tekken. Raramente um personagem masculino ou uma feminina são deixados sem uma identidade de gênero.

      #3010 Quote

      Tath
      • ed/eld/e
      • -/éli/e

      Mestre

      Nb humanos eu só conheci frisk mesmo, mas tipo é canon? pq pra mim eu acho que os desenvolvedores só queriam deixar o gênero do personagem vago pros fãs fazerem headcanon. Tem vários personagens de aparência androgina ou unisex que são deixados por aí sem identidade de gênero definido, posso citar @ Leo do jogo tekken. Raramente um personagem masculino ou uma feminina são deixados sem uma identidade de gênero.

      Eu acredito bastante no argumento de ser canon, porque:

      Conteúdo oculto por conter Finais de Undertale, só pra garantir
      .

      No final pacifista de Undertale, quando é revelado o nome de Frisk, o jogo tem também um ponto muito forte de dizer que Frisk é sua própria pessoa, e não simplesmente o avatar do jogador, que provavelmente é Chara (personagem ae qual damos nosso nome no início).

      Se quisessem simplesmente que e jogadore escolhesse, não seria nada difícil colocarem um seletor de gênero/pronome, assim como existe em Pokémon, Read Only Memories, etc.

      Agora, novamente, pense no que eu disse: se fosse socialmente aceitável(/”normal”) ser uma pessoa sem gênero definido que usasse pronomes neutros, as pessoas ainda considerariam que uma pessoa ter pronomes neutros seria equivalente a ter gênero/pronomes abertos à interpretação?

      Eu estou falando aqui de:

      1) Ume personagem que usa they/them dentro da mídia, cujo autor não quis falar nada sobre o assunto;
      2) Ume personagem que usa they/them dentro da mídia, e um dos escritores confirmou que é este o pronome certo;
      3) Ume personagem sem pronomes dentro da mídia, cujo autor falou explicitamente para tentar evitar qualquer menção de gênero em relação a êlu.

      Ainda que o primeiro e o terceiro caso possam ser “para as pessoas interpretarem como quiserem”, qual é o sentido disso? Só pessoas não-cis veem graça em dar o gênero que quiserem a personagens criados por outras pessoas. Se isso fosse algo que desse audiência, iriam fazer isso com mais frequência.

      Sobre a questão de ser representação válida ou não, acredito que este tópico entre em mais detalhes sobre isso. Meu ponto na postagem que você citou não é “isso é canon mas as pessoas invalidam”, e sim “as pessoas não discutiriam se é canon ou não se exorsexismo/cissexismo não existisse”.

      if you are afraid ⁕ come out
      if you are awake ⁕ come out
      COME OUT AND LEVEL UP

      • Esta resposta foi modificada 4 meses, 1 semana atrás por  Tath.
      #3013 Quote

      [email protected]

        Participante

        Tá, a gente pode ter personagens androginos, unissex, genderoqueer, gênero não conformativo, etc…
        Mas tudo isto é só expressão, não torna ninguém não-binarie ou homem ou mulher.

        #3015 Quote

        Tath
        • ed/eld/e
        • -/éli/e

        Mestre

        Mas tudo isto é só expressão, não torna ninguém não-binarie ou homem ou mulher.

        Teoricamente, você poderia falar isso da maior parte des personagens existentes, porque raramente é confirmado o gênero de alguém, e mesmo quando alguém diz “sou um homem” ou “ela é uma mulher”, é possível argumentar que “estão só simplificando o gênero, pode ser um homem agênero/uma demimulher/etc.”.

        Porém, realisticamente falando, a grande maioria des personagens são designades para serem homens ou mulheres, sem sombra de dúvida; porque a maioria das pessoas não pensa que ter um corpo X ou usar roupa Y ou ter pronome Z não significa ser um homem ou uma mulher.

        Dentro deste contexto, personagens que utilizam pronomes diferentes de ele ou de ela (e devo apontar aqui que é bem mais comum ter pessoas não-binárias usando estes pronomes do que pessoas binárias utilizando pronomes diferentes de ele ou de ela, mesmo sendo GNCGender Non-Conforming: Alguém que não "se conforma" com seu gênero, utilizando uma expressão diferente da esperada para seu gênero (como um homem que gosta de usar vestidos e maquiagem). Normalmente a expressão é aplicada para pessoas binárias, especialmente cis, mas pessoas trans binárias ...), e que não são confirmades como homens ou como mulheres nem dentro da mídia e nem peles autories, não deveriam ser “logicamente” tomades como não-bináries?

        Idealmente, teríamos representações de todos os gêneros e em todos os estilos, é claro. Mas não temos. O que temos são uma quantidade enorme de personagens que, por mais que façamos teorias e headcanons, vão ser tomados como “claramente” homens ou mulheres de alguma forma, e algumes pouques personagens que utilizam pronomes associados a pessoas não-binárias e cujes autories se recusam a falar qualquer coisa sobre seu gênero, mas que ainda assim não vão ser tratades como “claramente não-bináries”, e sim como “personagens de gêneros abertos à discussão”. E é aí que entra o exorsexismo.

        if you are afraid ⁕ come out
        if you are awake ⁕ come out
        COME OUT AND LEVEL UP

        #3019 Quote

        [email protected]

          Participante

          Tá. ..Então em suma, não existe representatividade não-binarie se fulane não falar que é um de nós.

          *suspiros*

          Oprimir headcanon da id de gênero de personagens fictícios é sexismo. Tá , tipo eu acabei de me lembrar da discussão que aconteceu alguns meses atrás sobre não respeitar o gênero de animais, mas eu realmente não quero tocar no assunto.

          #3031 Quote

          Tath
          • ed/eld/e
          • -/éli/e

          Mestre

          Oprimir headcanon da id de gênero de personagens fictícios é sexismo.

          Novamente, não me refiro a headcanons. Me refiro a personagens que possuem evidência tão forte de serem não-bináries quanto outres personagens possuem evidências de serem bináries.

          Eu estou falando de algo sistemático aqui, e não da ação individual de pessoas que, por causa do exorsexismo presente na sociedade em geral, ignoram sinais de que certes personagens são não-bináries.

          Também gostaria de falar sobre a diferença entre headcanon e teoria: uma teoria precisa ter alguma base, enquanto headcanon não.

          Frisk especificamente pode ser tomade como teoria, é e personagem mais questionável da lista;

          Hange também pode ser tomade como teoria, mas, novamente, caso não vivêssemos numa sociedade exorsexista, ume personagem que não tem um gênero confirmado, e que tem seu autor dizendo que “não é pra revelar gênero, ou ao menos é pra usar ele e ela com frequência igual”, seria tomade como uma pessoa binária?

          Stevonnie é uma literal fusão de um menino com uma menina, argumentar que Stevonnie ser não-binárie (não no sentido de identidade específica, e sim no sentido de não ser 100% homem ou 100% mulher) é um simples caso de headcanon é completamente absurdo.

          if you are afraid ⁕ come out
          if you are awake ⁕ come out
          COME OUT AND LEVEL UP

          • Esta resposta foi modificada 4 meses atrás por  Tath.
          #3040 Quote

          [email protected]

            Participante

            São só teorias, não são canônicos, mesmo que de pra tentar justificar , isto tb vale pra personagens que pareçam homens ou mulheres.

            #3055 Quote

            Mimi
            • -/ély/y
            • i/éli/i

            Participante

            você está provando o ponto déli tbh

            personagens que usam só ele ou ela = tomades como bináries sem questionamento, o resto é teoria/headcanon
            personagens que usam pronomes neutros = ‘abertes a interpretação’

            m i m i
            (não há aprendizado sem dor.)

            #3062 Quote

            [email protected]

              Participante

              E tb mesmo que tal personagem seja considerado homem ou mulher, ainda há os headcanons dele ser transgenero e não cisgenero.

            Visualizando 19 posts - 1 até 19 (de 19 do total)

            Você deve fazer login para responder a este tópico.