Não-binariedade e neurodivergência

Início Fóruns Comunidade Identidades Não-binariedade e neurodivergência

Este tópico contém respostas, possui 3 vozes e foi atualizado pela última vez por  [email protected] 1 mês, 2 semanas atrás.

Visualizando 5 posts - 1 até 5 (de 5 do total)
  • Autor
    Posts
  • #3141 Quote

    Tath
    • ed/eld/e
    • -/éli/e

    Mestre

    Aviso de conteúdo: Não acho que isso é suficiente para merecer colocar no título, mas estou utilizando os termos que as pessoas deram na pesquisa, traduzindo-os diretamente. Sei que algumas pessoas neurodivergentes se ofendem ou simplesmente não se sentem bem com termos como “doente mental” ou “deficiente mental”, então já quero avisar que eles aparecerão aqui.

    Eu não sou fã desta linguagem, mas é o que muita gente utiliza para si, especialmente pessoas que não veem o que existe de positivo em sua neurodivergência ou neuroatipicidade. Portanto, é o que utilizarei aqui, em certas partes.


    Uma pessoa pediu uns dados sobre o assunto do tópico, que coletei em uma pesquisa que fiz ano passado que cobriu bastante coisa em relação a pessoas não-binárias.

    Uma das perguntas da pesquisa, que é a que mais vai ser analisada aqui, é a seguinte:

    Que tipo de desvantagens você possui na sociedade (como ser negre ou neurodivergente), além de ser trans/não-binárie?

    Como podem ver, esta pergunta gerou 782 respostas. A pesquisa teve 881 participações, mas esta pergunta é opcional.

    Excluindo pessoas binárias (o que posso fazer com um arquivo de Excel que tenho separado), que deram 32 respostas a esta pergunta, temos exatamente 750 respostas.

    Somando respostas que falam de doença mental, neuroatipicidade, desordem mental, neurodivergência, e de questões derivadas ou específicas (ansiedade, autismo, DDA, depressão, etc.), temos 610 (81,3%).

    Aqui, estou contando pessoas que dizem “tenho um pouco de Aspergers”, “estou me recuperando da depressão”, “acho que sou doente mental mas não consegui nenhuma diagnose oficial ainda” ou “tenho alguns problemas mentais”. Também estou contando pessoas que dizem ser traumatizadas, mas não pessoas que simplesmente mencionam ter sobrevivido a alguma situação extrema. Não estou contando pessoas que só dizem ser deficientes, sem especificar nesta ou em outra resposta se estão falando de deficiência física ou mental.

    Eu gostaria de pegar quantas pessoas disseram cada coisa (qual a neurodivergência mais citada? Tem mais pessoas dizendo que são doentes mentais ou neurodivergentes?), mas são muitas respostas pra ficar lendo múltiplas vezes atrás desses dados.

    Só que mais de 90% das pessoas (798 pessoas, ou 90,6%) responderam na pesquisa que souberam dela pelo Tumblr, e o pessoal do Tumblr parece mais antenado e aberto em relação à possibilidade de ser neurodivergente, então é possível que isso tenha influenciado um pouco. Por isso, também decidi comparar as resposta de quem chegou na pesquisa por meios que não são o Tumblr (amizades, grupos de Facebook que souberam e espalhararam a pesquisa, comunidade não-binária no Imzy, etc.):

    Entre as pessoas não-binárias que responderam a pergunta das desvantagens sociais, e que souberam da pesquisa por fora do Tumblr, 40 pessoas (62,5%) responderam que são neurodivergentes/doentes mentais/autistas/etc., e 24 (37,5%) não responderam nada similar.

    Existe uma grande diferença entre 62,5% e 81,3%, porém ainda parece haver uma correlação muito grande entre pessoas neurodivergentes e não-binárias.

    E quanto às pessoas trans binárias? 25 das 32 que responderam (78,1%) dizem ser neurodivergentes/ansiosas/ter problemas mentais/etc., enquanto apenas 7 pessoas (21,9%) não dizem nada sobre isso. Quanto à amostra de pessoas trans binárias em geral, temos apenas 37 pessoas, e apenas 6 delas (16,2%) não souberam da pesquisa via Tumblr.

    Como é uma amostra pequena e pouco diversa, é difícil saber o quanto ela é influenciada por, por exemplo, ser vista apenas por aliades de pessoas não-binárias, que podem tender a ser mais marginalizadas para ter essa empatia (assim tendo mais chances de serem neurodivergentes), ou talvez alguma pessoa neurodivergente influente reblogou e só assim que algumas pessoas binárias decidiram participar (já que a maior parte dos meios onde a pesquisa foi divulgada eram focados em pessoas não-binárias).

    Pode também existir diferença entre “sou trans/NB por ser neurodivergente e não sentir como se eu pudesse me encaixar no meu gênero designado (ou algo similar)” e “tenho PTSD/depressão/ansiedade/DID por causa de eventos que aconteceram por eu ser trans/NB, ou por não ter conformado com meu gênero designado na infância”. A pesquisa não tentou ver essa segunda parte, mas perguntei se as pessoas sentem que seu gênero é afetado por algum fator especial.

    Como já está tarde, vou ver/postar depois os resultados da parte da influência sob o gênero. Posso ver que a maioria não vê seu gênero sendo afetado por outros fatores de opressão, mas a maior parte de quem vê seu gênero ser afetado são pessoas que consideram que sua neurodivergência/desordem/doença mental/etc. como um fator relevante para seu gênero.

    if you are afraid ⁕ come out
    if you are awake ⁕ come out
    COME OUT AND LEVEL UP

    • Este tópico foi modificado 3 meses, 2 semanas atrás por  Tath.
    #3151 Quote

    Tath
    • ed/eld/e
    • -/éli/e

    Mestre

    Ok, eu contei, e aproximadamente 186 pessoas não-binárias responderam que seus gêneros são ou provavelmente são afetados por neurodivergência ou algo relacionado. Em relação às pessoas não-binárias que responderam ser neurodivergentes ou similar, são mais ou menos 30,5% pessoas cujo gênero é afetado por neurodivergência. Em relação ao número total de pessoas não-binárias da pesquisa, são 22%.

    Eu falo “aproximadamente” e “mais ou menos” porque as respostas são descritivas, e então possuem bastante nuance.

    Existem respostas como “talvez”, e essas foram julgadas em relação ao quanto a pessoa parecia estar certa disso no resto da resposta; existem respostas como “provavelmente sim”, que foram contadas; existem respostas como “não importa, minha identidade é válida por si só”, que foram contadas como não.

    Também existem respostas que aparentemente falam que sim, mas que continuam a resposta falando de algo que não é o gênero por si só, como apresentação ou disforia, ou até mesmo o contrário (que o gênero causou ou afetou a depressão/ansiedade/etc). Estas respostas não foram contadas.

    Porém, respostas como “minha neurodivergência afeta como eu vejo gêneros em geral” foram contadas como sim, já que isso incluiria a relação des respondentes com seus próprios gêneros.

    Conteúdo oculto por conter exemplos de invalidação de gênero, baseados em diversas intersecções
    .

    Algo que eu não tinha lembrado quando fiz a pesquisa é que muitas pessoas veem coisas afetando seu gênero como uma tentativa de invalidar o gênero; tipo “você só pensa que é _____ porque você é _____”, e isso é super comum com pessoas neurodivergentes, ainda que seja também comum entre pessoas com certas outras características (“você só acha que é mulher porque não deixam homens expressarem feminilidade”, “você só está tentando escapar de misoginia”, “você só quer uma desculpa para não se esforçar na sua aparência”, etc).

    Gênero é algo construído, mesmo para pessoas cis; se alguém justifica seu gênero com “pessoas com [característica sexual] geralmente são [gênero]”, isso é uma influência no gênero, porque é causada pela sociedade dizendo que mulheres possuem certas características corporais e homens possuem outras, e por pessoas concordarem e abraçarem essas descrições.

    Pessoas que dizem que seu gênero “é simplesmente o que encaixa” possuem uma justificativa tão válida quanto “não me vejo como outros gêneros”, “me encaixo nos estereótipos desse gênero” ou “minha experiência de vida faz com que esta identidade faça mais sentido para mim do que outras”. Um gênero afetado por neurodivergência não deve ser tomado como “só coisa da cabeça que poderia ser diferente se [a sociedade/seu neurotipo/o estereótipo do seu gênero designado/sua vida] fosse diferente” mais do que qualquer outra identidade não-cis deve ser tomada como “algo da cabeça que poderia ser diferente em outras circunstâncias”.

    A intenção da pergunta na pesquisa certamente não foi a de dizer que qualquer pessoa que tenha respondido que seu gênero é afetado por algo externo possui um gênero falso ou menos válido.

    Enfim, por esse motivo de dentro do spoiler, algumas respostas foram meio defensivas, e talvez mais gente dissesse que existe alguma “interferência” se não houvesse estigma em volta disso, ou se houvesse mais informação em relação a isso.

    Entre as respostas, mais de uma pessoa mencionou não ter gênero por causa da depressão (ou não ter gênero durante crises depressivas), não ter certeza sobre seu gênero por causa de transtorno de personalidade limítrofe (borderline), ou ver gênero de forma diferente/não ter certeza sobre seu gênero por causa de autismo. Muita gente não deu tanto detalhe, porém, então fica mais como uma curiosidade.

    if you are afraid ⁕ come out
    if you are awake ⁕ come out
    COME OUT AND LEVEL UP

    • Esta resposta foi modificada 3 meses, 2 semanas atrás por  Tath.
    #3176 Quote

    MEME LORD
    • o/ele/o
    • o/êlu/u

    Participante

    Interessante. Só que daí surgem vários problemas.

    Pessoas neurodivergentes tendem a ser não-binárias em grandes números porque é mais fácil de se assumirem, porque sofrem de outras maneiras? Existem também várias pessoas neurotípicas não-binárias que não sentem necessidade de se assumirem, por não sofrerem tanto com estresse, ou por sofrerem mais com normas sociais?

    Ou, pessoas neurodivergentes tendem a ser não-binárias por não se encaixarem em normas de gênero neurotípicas?

    Tanto ser não-binárie quanto ser neurodivergente são características estigmatizadas pela sociedade, ao ponto que é bem possível que os números que tenhamos sejam menores do que realmente sejam. Então fica difícil ter informações concretas sobre os números de qualquer um desses grupos.

    THIS IS THE FUTURE LIBERALS WANT

    #3179 Quote

    Tath
    • ed/eld/e
    • -/éli/e

    Mestre

    Yeah, bom ponto.

    if you are afraid ⁕ come out
    if you are awake ⁕ come out
    COME OUT AND LEVEL UP

    #3333 Quote

    [email protected]

      Participante

      Vale lembrar também que várias pessoas não-binárias se tornam aneurotípicas devido ao convívio com sociedades e culturas tranfóbicas e machistas.

      Depressão, ansiedade, transtorno do estresse pós-traumático, dismorfia corporal, traumas, fobias, etc são problemas bem comuns entre pessoas não-binárias.

    Visualizando 5 posts - 1 até 5 (de 5 do total)

    Você deve fazer login para responder a este tópico.