Afinal, o que é atração platônica?

Início Fóruns Comunidade Identidades Afinal, o que é atração platônica?

Este tópico contém respostas, possui 4 vozes e foi atualizado pela última vez por  Cáh 2 meses, 1 semana atrás.

Visualizando 6 posts - 1 até 6 (de 6 do total)
  • Autor
    Posts
  • #3207 Quote

    Cáh
    • a/ela/a

    Participante

    Na página Outros tipos de orientações, está escrito que:

    Atração platônica: Vontade de ter intimidade emocional com alguém, sem necessariamente envolver sentimentos românticos ou sexuais. Para muitas pessoas arromânticas, atração platônica vai muito além de um desejo de amizade;

    Já na página sobre as orientações a-, está escrito o seguinte:

    Uma pessoa que se identifica como aplatônica pode estar se referindo a:

    1. Não ter vontade de ter relacionamentos queerplatônicos, também descritos como quasiplatônicos: relacionamentos populares na comunidade arromântica, por envolverem comprometimento e intimidade, sem envolver romance, e muitas vezes sem envolver sexo;
    2. Não ter capacidade ou vontade de formar ou de continuar amizades.

    Então… atração platônica é ou não é querer amizades? Isso meio que me confundiu. >3>

    █████ █████ █████ █████ █████
    we’re not cool; we are free

    (avatar)

    #3215 Quote

    Tath
    • ed/eld/e
    • -/éli/e

    Mestre

    Se alguém souber de um jeito melhor de explicar que não fique muito extenso, me avise, porque… essas descrições são propositais, pra simplificar as coisas. :S

    O que acontece é que temos exemplos de pessoas usando atração platônica como a atração que gera amizade, e exemplos de pessoas usando atração platônica como a atração que gera RQPs. E como tem pouquíssima gente que se importa pelo assunto, é muito difícil ver esses “dois lados” se encontrando.

    Pessoas que descrevem atração platônica como a atração que gera amizade geralmente defendem:

    • Que pessoas só devem se identificar como aplatônicas ou como aloplatônicas (e talvez como orientações do espectro aplatônico), porque não há motivos em dizer que só é possível fazer amizade com certo(s) gênero(s);
    • Que orientação platônica não é ligada com outras orientações, ou seja, pessoas que listam suas orientações platônicas podem ter qualquer orientação sexual/romântica;
    • Que orientações platônicas não são relacionadas a ser LGBQAP+, ou seja, pessoas de qualquer orientação platônica não são marginalizadas;
    • Que a relação de alguém com RQPs deva utilizar orientação queerplatônica ou alternativa para descrever sua atração.

    Pessoas que descrevem atração platônica como a atração que gera relacionamentos queerplatônicos geralmente defendem:

    • Que pessoas podem se identificar como qualquer orientação platônica (panplatônica, lésbica, demiplatônica, abroplatônica, mascuplatônica, etc.);
    • Que orientação platônica é um conceito que só é relevante para pessoas arromânticas, ou seja, pessoas que listam suas orientações platônicas devem ser arromânticas ou do espectro arromântico;
    • Que orientações platônicas, por serem ligadas à comunidade arromântica, são sempre ligadas à comunidade LGBTQIAPN+;
    • Que a relação de alguém com RQPs sempre utilizou orientação platônica descrever sua atração; orientação alternativa e orientação queerplatônica podem ser conceitos úteis, mas a comunidade arromântica utilizou atração platônica por anos para descrever atração mais forte do que amizade, e deve-se ter cuidado para não desrespeitar este significado quando se cunham novos tipos de orientações/atrações.

    if you are afraid ⁕ come out
    if you are awake ⁕ come out
    COME OUT AND LEVEL UP

    • Esta resposta foi modificada 2 meses, 1 semana atrás por  Tath.
    #3217 Quote

    Vitor Rubião
    • o/ele/o

    Participante

    Não sou um especialista no assunto. Mas pelas informações que encontrei em sites de conteúdo ace/aro, eu entendo que ambas as definições estão certas. Minha compreensão: atração platônica envolve uma relação de amizade e essa relação pode evoluir para queerplatônica.

    Sobre os tópicos listados por Tath:

    – Quem defende “amizade”: o primeiro me faz sentido e o segundo eu achava ser verdadeiro. Discordo do terceiro. O quarto abre uma discussão da qual não faço parte.
    – Quem defende “queerplatônico”: eu pensava o mesmo sobre o primeiro, segundo e terceiro. E o quarto, se a comunidade sempre utilizou o conceito, não vejo o que discutir.

    Tudo que falei foi dentro da minha compreensão, lembrando que sou alo. Não sei quem formula esses conceitos, mas é necessário discutir para chegar a um consenso das definições.

    🌈 R U B I Ã O 🌈

    #3219 Quote

    Tath
    • ed/eld/e
    • -/éli/e

    Mestre

    Ok, eu fui pesquisar mais e aqui tem umas fontes:

    Este tópico da AVEN começa a discutir ser aplatônique como não ter amizades/não conseguir ter proximidade com pessoas que normalmente seriam consideradas amigas. Porém, eventualmente começam a aparecer pessoas confusas, por acharem que parcerias platônicas não se referiam a amizades, e sim a relacionamentos mais sérios, que envolvem comprometimento.

    Esta postagem se refere mais ao segundo significado do que ao primeiro: fala sobre a necessidade de aplatônique vir da comunidade arromântica ter bastante foco em RQPs, e menciona que pessoas 100% cis hétero não se identificariam como aplatônicas, que ser aplatônique não significa não ter amizades, e que pessoas aplatônicas são simplesmente pessoas arromânticas que não possuem vontade de ter RQPs.

    Porém, também menciona que pessoas aplatônicas podem se identificar desta forma por serem pessoas neurodivergentes arromânticas e assexuais que não conseguem formar relacionamentos de qualquer tipo, o que parece mais se referir ao primeiro significado.

    O Tumblr Aplatonic Safe Space geralmente opera em relação ao primeiro significado: mencionam que pessoas podem ser hétero e aplatônicas, que orientações platônicas não possuem relação com gênero e não são LGBTQIAPN+, e que pessoas aplatônicas não possuem desejos de formar amizades.

    Porém, também mencionam que pessoas aqueerplatônicas já estão cobertas sob a identidade aplatônica.

    Dando uma olhada em outros blogs, temos esta pergunta, onde uma pessoa alorromântica quer utilizar o rótulo de aplatônique por não sentir nenhum laço de amizade, e esta pergunta, onde dizem que a identidade aplatônica é apenas para pessoas arromânticas, e se refere a não querer formar grandes amizades ou RQPs.

    Eu já digo que nunca vi pessoas aplatônicas formando relacionamentos queerplatônicos, e acredito que isso faz sentido, já que relacionamentos queerplatônicos seriam meio que uma extensão de relacionamentos platônicos. Mas sei de pessoas aplatônicas que sentem atração alternativa.

    Porém, eu já vi pessoas arromânticas e assexuais dizendo que suas orientações além dessas eram platônicas (mesmo que utilizassem lésbica aroace ou bi aroace, ao invés de usar o sufixo -platônique), e aí temos exemplos de pessoas alorromânticas dizendo que são aplatônicas.

    Eu tenho quase certeza que a utilização de queerplatônique como sufixo, para separar da ideia de que orientação platônica se refere a amizades, é relativamente nova. As bandeiras que temos são geralmente do tipo que “completam o conjunto”, nunca bandeiras separadas pensadas só para isso, ou requisitadas especificamente por pessoas que utilizam daquela orientação.

    Para quem quer separar, eu sugeriria deixar orientação platônica para a questão dos laços de amizade, e usar orientação queerplatônica para falar de relacionamentos queerplatônicos. Independentemente de quem cunhou primeiro, uma dessas coisas possui uma alternativa, outra não. Mas isso é só minha opinião, não uso nenhuma das duas e não culpo quem já se apegou a utilizar orientação platônica no lugar da queerplatônica.

    if you are afraid ⁕ come out
    if you are awake ⁕ come out
    COME OUT AND LEVEL UP

    • Esta resposta foi modificada 2 meses, 1 semana atrás por  Tath.
    #3221 Quote

    Mimi
    • -/ély/y
    • i/éli/i

    Participante

    um palpite: discourse deve ter piorado as coisas, porque agora as pessoas não podem mais falar de ter uma orientação platônica sem gritos de ‘você não é LGBT por não ter amizades/ter amizades de certo gênero!!!!’

    deve ser daí também que vem a ideia ‘orientações platônicas não possuem relação com a comunidade LGBTQIA+’, ou até mesmo a ideia ‘orientações platônicas são para pessoas arromânticas’, afinal a comunidade só quer ser deixada em paz…

    eu concordo com a questão da amizade não ser uma questão LGBTQIA+, uma coisa é um relacionamento queerplatônico ser visto como bizarro e não-heteronormativo, mas não sei se não ser capaz de fazer amizades ou só fazer amizades com um gênero que seja chega a ser uma questão queer…

    mas não concordo com a noção de como orientações platônicas funcionam, não duvido que hajam pessoas que só consigam formar laços com certo(s) gênero(s), e mesmo em relação a orientações queerplatônicas, nem todas as pessoas que têm relacionamentos queerplatônicos são arromânticas, já vi muita gente encorajando pessoas allo a entrarem em RQPs, então acho justo terem orientações queerplatônicas…

    m i m i
    (não há aprendizado sem dor.)

    #3224 Quote

    Cáh
    • a/ela/a

    Participante

    Oh, acho que entendi agora! Valeu ^3^

    █████ █████ █████ █████ █████
    we’re not cool; we are free

    (avatar)

Visualizando 6 posts - 1 até 6 (de 6 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.